Polí­tica

Foto: Divulgação

A executiva do PT vai se reunir na quinta-feira, 18, para analisar o pedido de expulsão protocolado por dez membros da legenda contra o prefeito de Palmas, Raul Filho. O pedido já foi analisado pelo presidente regional do partido, Donizeti Nogueira.

Os membros que pediram a expulsão do prefeito apontam o possível envolvimento do prefeito com o contraventor Carlos Cachoeira. Raul inclusive depôs na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito – CPMI que investiga as ligações com o bicheiro.

O líder do PT na Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado José Roberto Forzani, frisou ao Conexão Tocantins que vai analisar o pedido protocolado na sigla. “ Nós devemos analisar com tranquilidade”,disse. Para o deputado, o comportamento do prefeito no partido nos últimos tempos será a base para a análise.

A executiva vai definir se o pedido contra Raul passará ou não pela comissão de ética da legenda. “ Isso é o fruto do trabalho que ele tem no Partido dos Trabalhadores que só atrapalha e muito o partido”, opinou.

O novo pedido de expulsão de Raul já divide o partido. Segundo informações de fontes do Conexão Tocantins da cúpula do partido, o grupo ligado a Raul na capital já se mobiliza a favor do petista. Por outro lado, assim como José Roberto outros petistas de expressão na legenda também torcem pela expulsão do gestor