Polí­tica

Foto: Divulgação

Assim como o deputado Marcelo Lelis (PV), a deputada Luana Ribeiro (PR) também retornou às atividades parlamentares na manhã desta terça-feira, 23. Na ocasião, a parlamentar fez uma avaliação de sua campanha eleitoral e frisou que se manterá na oposição tanto do governo estadual, quanto da Prefeitura de Palmas, em 2013. 

Luana, cuja licença encerrou a semana passada, destacou que seu afastamento da Assembleia Legislativa neste período pós-eleitoral  serviu para trabalhar junto à sua base e iniciar o processo de prestação de contas das eleições de 2012. Antes do processo eleitoral, a deputada declarou ao Tribunal Superior Eleitoral que teria um limite de R$ 5 milhões em gastos de campanha. “Nesse período eu percorri os lugares agradecendo os votos que recebi e iniciei minha prestação de contas”, explicou.

Cabe ressaltar que todos os candidatos que concorreram aos cargos de prefeito e vereador, deverão prestar contas de suas campanhas, à Justiça Eleitoral, até o dia 6 de novembro, de acordo com a Resolução 23.376 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Posição política

Desde antes do processo eleitoral, a postura da deputada Luana Ribeiro, no plenário da AL tem sido de oposição ao governador Siqueira Campos (PSDB). Seu pai, o senador João Ribeiro (PR), chegou a comentar ao Conexão Tocantins, no dia da eleição, que comemorara a eleição de um candidato que não seria da base governista.

Passado o processo eleitoral, a deputada frisou que sua postura será a mesma, inclusive aplicada à gestão municipal, agora nas mãos de Carlos Amastha (PP). “Eu vou me manter observando as ações do prefeito e serei oposição. Mas, se entender que as propostas são boas para a população, irei apoiar”, completou.