Polí­tica

Foto: Divulgação

A deputada estadual Solange Duailibe (PT) requereu na sessão plenária desta quarta-feira, 07 de novembro, audiência com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e com o presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), José Fernandes Lima, para uma comissão de entidades representativas dos jornalistas brasileiros e estudantes de jornalismo, o mais rápido possível.

O objetivo, segundo a deputada, é agilizar a tramitação da proposta de diretrizes curriculares para cursos de graduação em jornalismo.

“A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) nos informa que há três anos, a proposta de diretrizes curriculares para cursos de graduação em jornalismo se encontra para aprovação, no CNE, sem, contudo ter um parecer” – argumenta a parlamentar petista.

Defasagem

Solange Duailibe, que também é graduada em jornalismo e presidente da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa do Estado, se diz preocupada com a defasagem da grade curricular, uma vez que ela interfere diretamente na qualidade da formação profissional.

“A implantação das novas diretrizes curriculares, nos mais de 400 cursos de jornalismo brasileiros representará a tão reivindicada e necessária melhora de qualidade na formação dos jornalistas profissionais, a demora em estabelecê-las vem prejudicando os cursos, que estão com suas matrizes totalmente defasadas”, justifica.

A comissão

Integram a comissão, os seguintes jornalistas:Mirna Tonus - Presidente do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo; Dione Moura - Presidente da  Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo; Antonio Hohlfeldt - Presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação  e Celso Schröder - Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas.