Polí­tica

Foto: Gleydson Medeiros

A mudança no cenário político tocantinense, depois das eleições municipais de 2012, pode atingir as bancadas de governo e oposição já a partir do ano que vem. Na Assembleia Legislativa, o deputado Wanderlei Barbosa (PEN), ressaltou as movimentações que já vem acontecendo no contexto político parlamentar. 

O deputado, que é um dos principais líderes oposicionistas ao governo estadual, citou exemplos de parlamentares que chegaram e ter sua postura questionada, mas que vem demonstrando posição oposta à gestão estadual. O deputado frisou que acredita na reestruturação do grupo oposicionista.

“Nós vemos deputados que as pessoas achavam ter aderido à base do governo, mas que vem se mantendo na oposição. Vemos a postura do deputado Eli Borges (PMDB), que se mantém firme, da deputada Josi Nunes, da mesma forma”, completou o deputado.

Além dos “regressos”, Wanderlei destacou a adesão de novos parlamentares que já vem se mudando seu posicionamento e aderindo à bancada de oposição, como o caso de Luana Ribeiro (PR). A deputada, filha do senador João Ribeiro (PR), foi eleita na base governista, assim como seu pai. Contudo, este ano, a deputada se afstou da base do governo do Estado. “Vemos nomes que eram da bancada de governo e vem compondo com a oposição, como a deputada Luana Ribeiro”, salientou.

O deputado do PEN, contudo, frisou que não existe ainda uma movimentação formal para que parlamentares governistas passem a compor com a oposição, mas destacou que o principal agente desta mudança de postura no parlamento é o prefeito eleito de Palmas. “Eu acredito que o Carlos Amastha deva ser esta pessoa que inicia estas conversas”, frisou.