Polí­tica

Foto: Divulgação

O staff do governo estadual já prepara evento para receber os 139 prefeitos nos dias 13 e 14 de  dezembro. A data para realização de uma agenda positiva com os gestores eleitos ainda depende de confirmação em razão da liberação do local e também da agenda dos participantes que serão convidados. A intenção, segundo explicou o secretário de Relações Institucionais do governo, Eduardo Siqueira Campos ao Conexão Tocantins é ter a participação de um ministro do TCU e também representante do governo federal.

O convite para os eleitos será feito em nome do governo e também da Associação Tocantinense de Municípios – ATM, parceira na organização. “ Estamos trabalhando a preparação de todos os secretários. Cada secretaria vai preparar sua interface”, conta.

A intenção do evento é mostrar o funcionamento de cada pasta para facilitar o trabalho dos gestores e também viabilizar um trabalho efetivo na relação entre gestores e estado. Um decreto do governador Siqueira Campos instituiu a agenda positiva.

O governo quer parceria administrativa com todos os municípios independente da questão política, segundo Eduardo. Um dos prefeitos que é oposição ao governo do Estado, prefeito eleito de Palmas Carlos Amastha, protocolou logo após a vitória nas urnas, um ofício pedindo audiência com o governador mas segundo ele não foi atendido.

Questionado sobre o assunto, Eduardo afirmou que não apenas Amastha fez contato com o governo mas outros gestores eleitos também e sendo assim o evento que vai marcar uma agenda positiva entre Estado e municípios selará a abertura de uma relação institucional. “ Não faltará oportunidade para formalizar a relação institucional. É do interesse de todas as partes e principalmente da população”, frisou.

Amastha já adiantou ao Conexão Tocantins que a partir de 1º de janeiro pretende assumir a liderança de um grupo de oposição ao governo estadual mas, segundo o pepista, as relações institucionais serão preservadas.