Polí­cia

Foto: Divulgação

Rapidez e inteligência marcaram mais uma ação da Polícia Militar do Tocantins no combate ao crime em Palmas. Na tarde desta terça-feira, 20, policiais militares da CIOE (Companhia Independente de Operações Especiais) e do 6º BPM prenderam, no sul de Palmas, Jonathan Koop, 20 anos, Kaderson Sousa Lima, 19 anos, e Jorge Ferreira dos Santos, 19 anos, suspeitos de matar, na noite desta segunda-feira, 19, na região do Aureny IV, Diego da Silva Santos, de 22 anos de idade.  

A Polícia Militar prendeu os três suspeitos numa residência localizada no Aureny IV. Com eles, os policiais encontraram grande quantidade de maconha e de crack, uma balança de precisão, um revólver marca Rossi – cal. 38, cor prata, e uma munição de mesmo calibre. Também havia uma menor de idade na residência, encaminhada ao Conselho Tutelar. 

Todos os presos foram encaminhados para a Delegacia Especializada em Homicídios para as providências que o caso requer.

Se de um lado esta segunda e terça-feira (19 e 20) foram marcantes por conta dos quatro homicídios ocorridos na capital, por outro, marcou a forte atuação da Polícia Militar para prender os responsáveis pelos crimes praticados. 

Essa atuação ostensiva da PM teve início ainda na segunda-feira, 19, com a prisão de três suspeitos de matar o delegado da Polícia Federal Edward Neves Duarte. Os criminosos foram detidos horas depois pela PM. O delegado não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na noite da segunda-feira, após passar por uma cirurgia no HGP.

Segundo o Comando do CPC – Comando do Policiamento da Capital, de ontem (19), até esta terça-feira, já foram apreendidas sete armas de fogo e presas nove pessoas que, direta ou indiretamente, estariam ligadas aos homicídios ocorridos na Capital, bem como por prática de outras ações delituosas, como porte ilegal de armas de fogo e de entorpecentes. 

O caso agora está sob os trabalhos investigativos da Polícia Civil. (Ascom PM)