Cultura

Foto: Divulgação

A “Mostra Palmas de Cinema Brasileiro: dos anos 60 aos rumos do hoje”, realizada pela Fundação Cultural de Palmas (FCP) no Cine Cultura Sala Sinhozinho, localizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, será aberta nesta quinta, 22 com estreia do filme inédito no circuito nacional, “O Som ao Redor”. A programação segue até dia 28, com entrada gratuita, exceto na abertura e no encerramento, com ingressos a R$ 8,00 inteira e R$ 4,00 a meia entrada para estudantes.

As sessões acontecem às 19 horas, e contará com programação paralela por meio de intervenções artísticas e exibição de curtas tocantinenses para valorizar as produções locais. Também terá roda de debate no sábado, 24, a partir das 16h, sorteio de livros, filmes e camisetas. Serão sete dias de programação, nos quais, além da exibição de clássicos que marcaram a produção da década de 60 até os dias atuais, serão exibidos filmes deste ano, que fizeram sucesso nos maiores festivais do país. 

O curador da mostra e professor do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Sérgio Ricardo Soares destaca a importância em assistir aos filmes que vem chamando atenção do público e da crítica para além dos circuitos comerciais e que, sobretudo em Palmas, tem poucos espaços na programação das salas de cinemas. “Pensando nisso, a mostra trará para o público palmense uma seleção de filmes nacionais com um panorama das obras de valor histórico ao longo dos últimos 50 anos” ressalta. 

O Som ao Redor

O primeiro longa de Kleber Mendonça Filho vem respaldado por vários prêmios internacionais e uma bela recepção nos festivais aqui no Brasil. Ele levou quatro kikitos em Gramado (incluindo melhor direção) e há poucas semanas conquistou o Festival do Rio (melhor ficção) e a Mostra Internacional de São Paulo (melhor filme brasileiro). Ainda inédito no circuito nacional, a obra chega em primeira mão em Palmas.

O produtor e distribuidor do filme, Ibirá Machado pontua que o filme tem tido uma aceitação unânime por onde tem passado, dentro e fora do Brasil. “Aqui, especificamente, o público tem respondido cada vez melhor ao filme, lotando sessões e mostrando ansiedade pela estreia em circuito nacional”, destaca. 

Machado ressalta que os críticos têm dado um retorno incrível ao filme, com textos que o colocam no topo da cinematografia brasileira. “Durante a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, por exemplo, como é de praxe o Guia da Folha apresentou uma tabela em que cinco críticos recomendavam os cinco filmes mais imperdíveis que estavam na programação da Mostra. "O Som ao Redor" foi a única unanimidade na recomendação dos críticos, dentre os mais de 400 filmes que estavam na programação”, conta. 

Além disso, Ibirá explica que essa unanimidade também se reflete fora do Brasil. “Na estreia em Nova Iorque, que aconteceu em agosto, o The New York Times deu um amplo destaque ao filme, com texto de Larry Rohter, destacando-o ainda mais do que mereceu "Cidade de Deus" na sua estreia, há dez anos” conclui o produtor.

Sinopse

A vida numa rua de classe-média na zona sul do Recife toma um rumo inesperado após a chegada de uma milícia que oferece a paz de espírito da segurança particular. A presença desses homens traz tranquilidade para alguns, e tensão para outros, numa comunidade que parece temer muita coisa. Enquanto isso, Bia, casada e mãe de duas crianças, precisa achar uma maneira de lidar com os latidos constantes do cão de seu vizinho. Uma crônica brasileira, uma reflexão sobre história, violência e barulho. 

Confira a programação completa

Dia 22 (Quinta-Feira) – O SOM AO REDOR (LANÇAMENTO)

Entrada: R$ 8 (inteira) R$ 4 (meia)

Sessão às 19h

Dia 23 ( Sexta-Feira) – O PAGADOR DE PROMESSAS

Entrada: Gratuita

Sessão às 19h

Dia 24 (Sábado) – TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA

Entrada: Gratuita

Sessão às 19h

Dia 25 (Domingo) – A HORA DA ESTRELA

Entrada: Gratuita

Sessão às 19h

Dia 26 (Segunda-Feira) – CIDADE DE DEUS

Entrada: Gratuita

Sessão às 19h

Dia 27 (Terça-Feira) – EDIFÍCIO MASTER

Entrada: Gratuita

Sessão às 19h

Dia 28 (Quarta-Feira) – BOA SORTE, MEU AMOR (LANÇAMENTO)

Entrada: R$ 8 (inteira) R$ 4 (meia)

Sessão às 19h