Campo

Foto: Madson Maranhão

Para estimular ainda mais a pecuária leiteira, técnicos da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário e da OCB-TO – Organização das Cooperativas do Tocantins, realizarão um diagnóstico sobre a produção leiteira, em três cooperativas do Estado. O estudo será utilizado para fundamentar o plano de ação da cadeia produtiva do leite no Tocantins.  O primeiro diagnóstico acontecerá de 26 a 30 de novembro, na Coapa – Cooperativa dos Produtores Rurais de Pedro Afonso, região Nordeste do Estado.

O diagnóstico tem como finalidade promover o desenvolvimento da pecuária leiteira no Tocantins, por meio de transferência de tecnologia, capacitação e orientação aos cooperados, fornecendo subsídios para que os cooperados produzam leite de maior qualidade e rentabilidade. Os dados servirão também de base para incentivo às atividades de assistência técnica, promoção do planejamento, gerenciamento e coordenação geral das políticas públicas e de abastecimento, normatizando, capacitando e difundindo tecnologias.

O levantamento também será realizado com os membros da Coopernorte – Cooperativas de Produtores Rurais de Paraíso e na Coopag – Cooperativa de Produtores de Gurupi. Segundo a Diretora de Associativismo e Cooperativismo da Seagro, Angelina Stefanello, uma das propostas é atender as demandas, conhecendo a realidade do produtor rural, por meio da aplicação de um diagnóstico social e produtivo. “A partir destes dados, vamos definir um plano de ação para cada grupo de produtores, que pretendemos organizá-los por meio de núcleos e comitê por atividade” argumentou.

Nas abordagens junto aos produtores de leite, os técnicos perguntarão sobre os diversos aspectos que envolvem a produção leiteira, em cada propriedade rural como: caracterização do produtor, infraestrutura, quantidade e qualidade da produção leiteira, tipos de manejos e ordenha, sanidade animal, formação de pastagem, produção atual, sistema de reprodução, Normativa 5, entre outras.

Dados

Segundo informações da OCB/Sescoop – existem no Tocantins 56 cooperativas registradas, abrangendo oito ramos do cooperativismo; sendo que 22 são do ramo agropecuário, seguidos de saúde, crédito, trabalho, transporte, educacional, habitacional, mineral e produção. No Tocantins, 39,03% são do ramo do agropecuário, constituídas de mini e pequenos agricultores. (Ascom Seagro)