Palmas

Foto: Divulgação

A Comissão de orçamento da Câmara de Palmas vai analisar a proposta de aumento salarial para secretários da capital a partir de 2013. A comissão de transição em reunião com o relator do orçamento para o próximo ano, vereador Valdemar Júnior (PSD) apresentou proposta de aumento de R$ 9,5 para R$ 15 mil.

Conforme o próprio prefeito eleito Carlos Amastha (PP) informou ao Conexão Tocantins a intenção é renumerar melhor os auxiliares do primeiro escalão. O gestor revelou ainda que vai trabalhar com meritocracia.

O salário do vice-prefeito, atualmente R$ 9.520,11, poderá ser fixado em 90% do valor do prefeito, podendo chegar a R$ 16 mil, segundo a proposta da comissão. Já o salário do prefeito, R$ 19 mil,  não terá alteração. O vencimento mensal do prefeito eleito será doado para instituições sociais, conforme compromisso firmado em cartório ainda na campanha.

A proposta de reajuste salarial passada pela Comissão de transição será analisada pelos vereadores que devem ainda decidir se vão aprovar a iniciativa. Para passar a vigorar a partir de janeiro de 2013 a proposta deve ser aprovada pela atual legislatura.

As discussões do orçamento 2013 na Câmara devem se intensificar nesta quarta-feira, 12. Após a apresentação de emendas por parte dos vereadores, o relator vai apresentar o relatório. O ano legislativo se encerra no dia 15.

Na reunião entre o relator e membros da comissão de transição de Amastha, Tiago Andrino e Adir Gentil, foi proposto ainda que a reserva de contingência, verbas para gastos de emergência, seja fixada em R$ 45 milhões em 2013.

Todas as propostas da comissão serão apreciadas pelos parlamentares ainda nesta semana.