Cultura

Foto: Divulgação

Entra em cartaz no Cine Cultura Sala Sinhozinho nesta sexta-feira, 14, o filme Eslovênia Girl, na sessão das 19 horas, e a produção Movimento Browniano, na sessão das 21 horas. O documentário do integrante do grupo Rappa Marcelo Yuka: No Caminho das Setas será exibido na sessão das 17 horas. A programação segue até domingo (16), em seguida será divulgado novas estréias e horários.

O Cine Cultura funciona de quarta a domingo e está localizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. A entrada de quarta a sexta, custa R$ 4,00 (meia para todos) e sábado e domingo R$ 8,00 inteira e R$ 4,00 a meia. Mais informações no telefone 2111 2405, ou no facebook: cinecultura.salasinhozinho.

Sinopses

Marcelo Yuka: No Caminho das Setas 

Com letras repletas de críticas sociais, Marcelo Yuka estava no auge do sucesso como compositor, baterista e líder da banda O Rappa, uma das principais na cena pop rock dos anos 90. Mas aos 34 anos, nove tiros num assalto no Rio de Janeiro o colocaram numa cadeira de rodas. O documentário é um mergulho na transformação de Yuka desde o incidente, em 2000, que revela sua irreverência e complexidade como homem, artista e ativista. Enquanto luta por sua saúde física e espiritual, ele se arrisca em novas sonoridades e segue as setas numa incessante busca por justiça social e paz.

Eslovênia girl

Alexandra é uma jovem do interior da Eslovênia, que estuda letras na Universidade de Ljubljana, Capital do País. Abandonada pela mãe e criada pelo pai, o operário e boêmio Edo, ela planeja ganhar o mundo. Para alcançar seus objetivos, Alexandra trabalha como garota de programa, sob o pseudônimo "Slovenian Girl", atraindo seus clientes através de anúncios de jornal. Sua vida segue como planejado até que a morte de um figurão em um dos seus programas a coloca em evidência na mídia e na mira do submundo dos cafetões eslovenos.

Movimento Browniano

O longa conta a história da médica Charlotte, no qual vive encontros amorosos com alguns de seus pacientes, quando seu marido descobre a obriga a fazer terapia. Quando o casal muda-se para a Índia, tudo parece ter voltado ao normal, mas as coisas nem sempre são o que parecem.