Estado

Foto: Divulgação

A homologação do resultado final do concurso do Quadro Geral do Estado foi assinada pelo governador Siqueira Campos e publicada no Diário Oficial do Estado desta última quinta-feira, 20. A partir do próximo ano, 4.513 novos servidores passarão a atuar em todo o Estado. E outros 1.839 aprovados para o cadastro reserva poderão ser aproveitados pelo período de dois anos, que é o prazo de validade legal do certame.

A história da realização do concurso começou em 2008, quando foi publicada no Diário Oficial do Estado a primeira portaria designando uma comissão para acompanhar as ações do Concurso do Quadro Geral. Cerca de dois anos depois, sua suspensão pela Justiça, motivada por uma série de denúncias de irregularidade, deixou mais de 100 mil concursandos sem saber o destino de seus esforços, até que, em janeiro de 2011, o governador Siqueira Campos anunciou seu cancelamento e o início de um novo processo.

“O novo concurso foi trabalhado dentro da legalidade, com muito critério e cuidado, exatamente para evitar os problemas do certame que foi anulado”, afirma Lúcio Mascarenhas, secretário da Administração, reiterando a tranquilidade de todo o processo.

A escolha da AOCP – Assessoria em Organização de Concurso Público ocorreu por meio de uma licitação que levou em consideração não apenas a proposta financeira, como também a proposta técnica, o que também é apontado como um fator positivo, já que no concurso anulado uma das principais críticas foi a ausência do processo licitatório. A empresa confirmou a confiança depositada, sempre sob a orientação da Secad, ao elaborar, imprimir e transportar as provas sob forte esquema de segurança, bem como contratar e treinar mais de 13 mil pessoas para aturarem nos dias de aplicação das provas.

O concurso, confirmado como o maior da história do Tocantins, recebeu 197.630 inscrições deferidas - 42.540 para cargos de nível fundamental, 112.033 para nível médio e 43.064 para nível superior. As provas foram aplicadas nos dias 26 de agosto e 2 de setembro, em 14 cidades e 119 escolas, sem que houvesse qualquer registro de maior gravidade.