Polí­tica

Foto: Divulgação Osvaldo Reis tentou a reeleição e ficou na terceira suplência Osvaldo Reis tentou a reeleição e ficou na terceira suplência

O Primeiro Secretário da Câmara, deputado Eduardo Gomes (PSDB), empossará na tarde desta quinta-feira, 3, os suplentes dos deputados federais que deixaram o mandato para assumir prefeituras em todo o País. Entre eles, o ex-deputado federal José Genoino (PT), condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 6 anos e 11 meses de prisão no processo do mensalão, e o segundo suplente do Tocantins, Osvaldo Reis (PMDB), que assume a vaga do ex-deputado e atual prefeito de Gurupi, Laurez Moreira (PSB). Com a posse de Laurez o PMDB passa a ter dois deputados federais, e é o partido com maior bancada.

No total, são 27 suplentes que assumirão as vagas abertas com as renúncias dos titulares para serem empossados como prefeitos em vários municípios do país. A Secretaria-Geral da Mesa da Câmara Federal marcou uma cerimônia de posse coletiva, mas caso algum suplente não apresente toda a documentação necessária poderá ser empossado em outra data.

Os suplentes convocados para tomar posse têm o prazo de 30 dias para apresentar documentos e assumir as vagas. De acordo com a Secretaria-Geral da Mesa, para tomar posse, o suplente deve apresentar a carta convocatória, a declaração de Imposto de Renda e a certidão original de diplomação expedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).