Palmas

Sem prorrogação de mandatos, Palmas corre o risco de ficar sem conselhos tutelares, o alerta, foi feito por conselheiras tutelares ao presidente da Câmara de Palmas, vereador Major Negreiros (PP), nesta quarta-feira, 9. A coordenadora geral dos quatro conselhos municipais de menores e adolescentes, Zeroíldes Miranda, explicou que os mandatos dos atuais conselheiros termina em 1º de março e, conforme estabelece lei federal de julho de 2012, as eleições para a escolha de novos integrantes só podem ser realizadas em 27 de julho de 2015.

De acordo com Zeroíldes, para se adequar à lei, há necessidade de prorrogar os atuais mandatos, por meio de lei de autoria do Executivo. Palmas tem quatro conselhos tutelares, com cinco integrantes e cinco suplentes cada.

O Major Negreiros e os vereadores Claudemir Portugal (PPS), Etinho Nordeste (PPS) e Cleiton Cardoso (PSL) garantiram total apoio da Câmara à reivindicação e comprometeram-se a encaminhar o pedido à Procuradoria Geral do Município e a acompanhar as conselheiras na reunião marcada amanhã, 10, com a secretária de Desenvolvimento Social, Maria Luiza Felizola Gomes. Garantiram, ainda, que, assim que a Casa retornar as atividades, em 5 de fevereiro, agilizaram a aprovação da lei, prorrogando os mandatos das atuais conselheiras. (Dicom CMP)