Palmas

Foto: Antônio Gonçalves

O  prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), recebeu na tarde desta sexta-feira, 18, em seu gabinete, no  Paço Municipal, a  juíza da Vara da Infância e Juventude da Capital, Silvana Maria Parfieniuk, a promotora de Justiça, Beatriz Regina Lima de Mello e a psicóloga, Silvana Galante. 

Durante o encontro, as magistradas discutiram políticas públicas voltadas para a situação vulnerável de crianças adolescentes  e idosos no Município de Palmas.

A juíza Silvana Maria Parfieniuk demonstrou preocupação sobre  a vulnerabilidade desse grupo.  “São crianças e adolescentes que precisam ser preparados para a vida  e o idoso que está abandonado”, disse.  Com a mesma preocupação, a  promotora de Justiça, Beatriz Regina Lima de Mello, destacou  que as responsabilidades devem ser compartilhadas  por todos. “Boa vontade nós temos e experiência em lidar com crianças e adolescentes. Viemos trazer nosso trabalho enquanto cidadãos  para ajudar o Município”, disse.

Para a  psicóloga  Silvana Galante,   a participação da sociedade civil organizada  é  de fundamental importância neste processo. “É muito importante que o setor público esteja presente e, principalmente, haja a participação da sociedade”, finalizou.    

Parcerias

O prefeito Carlos Amastha  agradeceu a visita de cortesia das magistradas, destacando que  o Município não medirá esforços para buscar  parcerias junto à sociedade civil organizada. “Vamos estreitar laços com a sociedade e pessoas que  estejam  trabalhando neste setor, deixando de lado o ingrediente político, para desenvolver políticas públicas avançadas que cuidem das nossas crianças, adolescentes e idosos”, ressaltou. (Secom)