Educação

Foto: Walquerley Ribeiro

Informações do anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) em parceria com a Aequus Consultoria, apontaram que Manaus foi o município com o maior volume de recursos destinados à Educação na Região Norte em 2011.

Nesse período, a soma dos gastos com Educação das cidades nortistas chegou a R$ 7,7 bilhões, um aumento de 14,2% em relação ao ano anterior. O anuário chama a atenção para o peso da Educação na receita corrente dos municípios de Rorainopólis-PR, Santarém-PA, Parintins-AM e Cruzeiro do Sul-AC, que investiram 56,8%, 47,4%, 42,3% e 36,7%, respectivamente.

Em números absolutos, Manaus investiu R$ 669,9 milhões – maior volume de recursos destinados à Educação na Região Norte. Em seguida, estão os municípios de Belém e Porto Velho com R$ 270,7 milhões e R$ 213,8 milhões, respectivamente.

A média de gasto por aluno nas cidades foi de R$ 2.896,59 em 2011. Segundo dados do anuário, as cidades de Gurupi, Aurora do Tocantins e Tupirama – todas pertencentes ao Tocantins – tiveram os maiores gastos por aluno, com R$ 12.046,44, R$ 11.572,92 e R$ 9.190,64, respectivamente.

Raio-X do Brasil

Os municípios brasileiros destinaram valor recorde de R$ 94,8 bilhões à Educação em 2011, segundo dados divulgados pelo anuário Multi Cidades - Finanças dos Municípios do Brasil. A taxa de crescimento dá continuidade ao processo de expansão de oito anos.

Os três maiores volumes de investimento foram realizados pelas cidades de São Paulo (R$ 7,03 bilhões), Rio de Janeiro (R$ 2,76 bilhões) e Belo Horizonte (R$ 1,06 bilhão), que juntas concentraram 57,9% de todo o gasto com Educação das capitais brasileiras e atenderam 47,9% do total de alunos da rede municipal das capitais.

Entre os municípios do interior, os destaques ficaram para São João de Meriti-RJ (36,3%), Duque de Caxias-RJ (27,7%), Parnaíba-PI (24,8%), Petrolina-PE (24,5%), Caucaia-CE (24,5%), Santarém-PA (23,6%), Caruaru-PE (22,1%) e Carapicuíba-SP (20,2%), com os maiores índices de crescimento em investimento em Educação.

Esse item representou, em 2011, 26,9% da despesa total dos municípios brasileiros. Segundo dados do anuário, é o maior patamar entre os anos de 2002 e 2011. Essa participação é mais significativa nos municípios com até 20 mil habitantes, nos quais representou, em média, 30,6%.

Per capita

Nas cidades selecionadas e nas capitais, o valor investido por aluno foi: R$ 5.141,82 e R$ 5.533,77, respectivamente. Dentre os municípios do interior, chamam atenção as despesas por aluno realizadas pelas cidades de Santos-SP (R$ 10.721,16), Niterói-RJ (R$ 9.103,90) e Santo André-SP (R$ 8.572,99).

No ranking geral, os municípios que executaram a maior despesa por aluno foram União da Serra-RS (R$ 76.172,02), Grupiara-MG (R$ 47.886,25) e Santana da Ponte Pensa-SP (R$ 32.928,91). Entre as capitais, as que aplicaram mais recursos por aluno foram Porto Alegre (R$ 11.224,81), que ficou na 69ª posição, e São Paulo (R$ 9.050,99), na 177ª posição. (C2 Comunicação)