Saúde

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Profissionais em Educação Física – SINPEF-TO e Conselho Regional de Educação Física 14ª Região - CREF14 Goiás/Tocantins, reuniram-se, nesta última quinta-feira, 24, com a coordenação da área técnica de promoção a saúde da Secretaria Municipal de Saúde - Semus, responsável pelas academias ao ar livre implantadas em Palmas.

Os representantes dos profissionais em educação física buscam construir uma proposta relacionada ao funcionamento das academias, de forma a garantir nesses espaços a presença do profissional da área. As academias funcionam atualmente sem a presença do profissional com acumulo técnico científico para orientação dos usuários, porém, existe uma previsão por parte da Secretaria de dispor o profissional nesses ambientes, inclusive já consta no Plano de Cargos e Carreiras do quadro da Saúde de Palmas as vagas para profissionais da área por meio da Lei Nº 1417 que institui a carreira dos Profissionais de Saúde do Município, o que implica em dizer que o próximo concurso da Saúde terá a vaga para o profissional da área para suprir a demanda, ou parte dela.

A academia tem como objetivo incentivar trabalhadores, idosos, e comunidade em geral, a praticarem exercícios e melhorar a qualidade de vida. O principal objetivo do projeto de instalação de academias ao ar livre nas quadras da  capital é diminuir as chances da população de desenvolver fatores de risco para doenças crônicas, que associados ao sedentarismo, predispõem a população ao desenvolvimento de diabetes, hipertensão arterial e à obesidade, a doença do século XXI, segundo Organização Mundial de Saúde (OMS).

O presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação Física, Luciano Lucas Silveira, diz que reconhece a importância dos espaços e equipamentos: “contribui muito para a promoção da saúde da comunidade, mas com a presença do profissional fazendo a orientação e acompanhando os usuários podemos melhorar e ganhamos em qualidade, além de garantirmos o espaço no mercado de trabalho para o Profissional em um espaço que é nosso, e vimos uma grande disposição da Semus em nossa demanda”, frisa.

Durante a reunião ainda foram discutidas as parcerias para realização de eventos na área, como Dia Mundial da Qualidade de Vida e do Seminário de Atividade Física e Saúde a acontecerem no decorrer do ano, bem como, a reativação e implantação de novas Academias ao Ar Livres, onde deverá abrir campo de atuação dos profissionais de educação física devidamente habilitados e regulamentados perante a jurisdição do Tocantins.

Hoje Palmas possui 10 academias distribuídas pela cidade, e mais quatro a serem implantadas com recursos já garantidos. A Secretaria Municipal da Saúde teve recentemente projetos aprovados pelo Ministério da Saúde para construção de dois polos Academias da Saúde, os recursos já estão garantidos e em breve as obras devem começar.

Participaram da reunião os representantes do Conselho Regional de Educação Física, o professor Ari Porto Conselheiro do CERF 14, professor José Roberto Amorim, mobilizador do CREF14, o presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação Física do Tocantins, professor Luciano Lucas Silveira, os assessores do vereador Joaquim Maia, os professores, José Ivo Dantas e Francisco Duarte Junior, além das Técnicas da Semus, Marta Malheiro Alves, gerente de Vigilância Epidemiológica, a diretora de gestão e trabalho, Ana Paula P. Braga e a enfermeira Patrícia Nomellini, Vigilância das DANT. Uma nova reunião será realizada em fevereiro para discussão e detalhamento de parcerias.