Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) é o novo presidente da Câmara dos Deputados. Ele foi eleito por 271 votos e derrotou os deputados Chico Alencar (Psol-RJ), Júlio Delgado (PSB-MG) e Rose de Freitas (PMDB-ES), que tiveram 11, 165 e 47 votos, respectivamente. Foram 3 votos brancos. No total, votaram 497 deputados. A eleição de Henrique Eduardo Alves sela o acordo feito no início de 2011 entre PT e PMDB, segundo o qual os dois partidos fariam um rodízio na Presidência da Câmara, cabendo ao PMDB o segundo biênio. O deputado Eduardo Gomes (PSDB) participou da votação e se despediu da Primeira Secretaria, cargo que ocupou nos últimos dois anos. 

Eduardo Gomes se destacou na Primeira Secretaria ao priorizar os servidores da Câmara e trabalhar em prol das principais reivindicações dos funcionários. Entre outras conquistas, Eduardo Gomes conseguiu implantar o plano de saúde para os servidores comissionados, além de diversos níveis de isonomia salarial. Também é de iniciativa do deputado Eduardo Gomes o projeto que prevê a criação de um centro de visitação na Câmara, em parceria com a Fundação Assis Chateaubriand.

Mais votado até hoje para a Mesa Diretora 

As votações para a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara confirmaram que o deputado Eduardo Gomes (PSDB), ao ser eleito para a Primeira Secretaria da Casa, em fevereiro de 2011, com 474 votos, continua sendo o parlamentar que obteve a melhor votação na história da Câmara na escolha dos integrantes da Mesa.  Todas as votações deste ano estão aquém do número de votos recebidos por Eduardo Gomes há dois anos quando se candidatou ao cargo que ele se despediu nesta segunda-feira, 4.

Foram eleitos todos os candidatos oficiais indicados pelos partidos ou blocos parlamentares:

Andre Vargas (PT-PR) - 1ª Vice-Presidência - 420 votos e 77 em branco;

Fábio Faria (PSD-RN) - 2ª Vice-Presidência - 251 votos, contra 231 votos de Júlio Cesar (PSD-PI) e 15 votos em branco;

Marcio Bittar (PSDB-AC) - 1ª Secretaria - 437 votos e 60 em branco;

Simão Sessim (PP-RJ) - 2ª Secretaria - 307 votos, contra 101 de Waldir Maranhão (PP-MA), 76 de Vilson Covatti (PP-RS) e 13 em branco;

Maurício Quintella Lessa (PR-AL) - 3ª Secretaria - 449 votos e 48 em branco;

Biffi (PT-MS) - 4ª Secretaria - 416 votos e 81 em branco.

Suplentes de secretário: Gonzaga Patriota (PSB-PE), com 426 votos; Wolney Queiroz (PDT-PE), com 417 votos; Vitor Penido (DEM-MG), com 402 votos; e Takayama (PSC-PR), com 375 votos.

Como cada parlamentar não precisa votar em todos os candidatos para suplência, houve um total de 368 votos em branco para esses postos. A ordem dos suplentes é definida pelo número de votos.