Saúde

Foto: Divulgação

O Banco de Leite Humano do HMPDR – Hospital Maternidade Pública Dona Regina – está com suas geladeiras quase vazias. Na tarde desta quinta-feira, 14, o estoque de leite disponível era de menos de 20 litros. De acordo com a coordenadora da Unidade, Walkíria Pinheiro, essa quantidade é insuficiente para atender os 41 bebês que precisam do leite doado.

Para suprir a falta do leite natural, esses bebês estão sendo alimentados com fórmulas artificiais, entretanto Walkíria explica que essas fórmulas não podem ser utilizadas de maneira exclusiva, tendo em vista que o leite humano possui elementos que auxiliam no restabelecimento da saúde desses bebês.

Ela faz um apelo às mães que estão com leite sobrando que doem e ajudem os filhos de outras mães a se alimentarem. Ela explica que muitos dos bebês que necessitam receber o leite do banco apresentam um quadro de saúde delicado e que o leite humano pode fazer diferença na sua recuperação. Além disso, existem casos em que as mães dos bebês internados não conseguem produzir quantidade suficiente de leite para a completa necessidade do filho, fazendo com que esse recém-nascido dependa ainda mais da solidariedade de outras mães.

As festas de fim de ano e o carnaval podem ter sido fatores que colaboraram para a pouca quantidade de doações que o Banco de Leite tem recebido. “Até as doações em domicílio, feitas com a ajuda do Corpo de Bombeiros, reduziram este mês. Há dias que a equipe quase não tem visitas agendadas para coleta nas casas”, frisou a coordenadora.

Como doar

As mães interessadas em doar podem se dirigir ao Hospital Dona Regina e realizarem a coleta no próprio Banco ou entrarem em contato com o setor pelo telefone 0800-646-8283 e uma equipe do Corpo de Bombeiros vai até a casa orienta e auxilia na retirada do leite. O leite doado será utilizado na alimentação dos bebês prematuros internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), na UI (Unidade Intermediária) e na Unidade Canguru.

O Banco de leite funciona 24 horas, inclusive nos finais de semana e feriados, por isso as mães podem entrar em contato com a equipe no momento em que sentir vontade.

O leite doado pela mãe é o que sobra durante a amamentação do seu bebê, por isso doar não é tirar o leite de um bebê para outro. (Com informações da Assessoria)