Polí­tica

Foto: Divulgação Abelardo Gomes atual presidente do PSOL Abelardo Gomes atual presidente do PSOL

A diretoria estadual do PSOL no Tocantins convocou uma plenária no domingo, 17, para discutir a situação do partido no Estado e principalmente eleger a Nova direção da legenda comandada atualmente por Abelardo Gomes. A última eleição da diretoria, que é composta por sete membros, foi em 2011.

A convocação para a plenária foi feita pela vice-presidente Maria Lúcia Soares Viana . Em entrevista ao Conexão Tocantins ela criticou a atuação de Abelardo à frente do partido. “Essa pessoa não tem conversa e vem dirigindo o partido a seu bel prazer”, disse. A vice-presidente reclama também da falta de comunicação e diálogo por parte do presidente. “ Não conseguimos uma reunião mínima com ele por que ele não comparece. Não há diálogo”, reclamou.

Em nome do partido Abelardo entrou com um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI contra o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP) alegando que o gestor teria comprado apoio político para conseguir maioria dos vereadores. O pedido ainda não foi analisado pela Câmara.

Na convocação a vice-presidente questiona Abelardo.O atual presidente, desde então, vem  inviabilizando o crescimento do Partido, pois tem se recusado a convocar os filiados para reuniões periódicas e a abrir  um canal de diálogo com os demais membros da Diretoria”, diz. Abelardo foi candidato nas eleições municipais do ano passado o que também gerou polêmica interna na legenda. “Nas eleições de 2012, o presidente não conseguiu agregar os candidatos, os militantes filiados e simpatizantes, ao contrário, desagregou, tumultuou, e impediu o crescimento político-partidário”, disse.  Problemas sobre lista de filiações também são relatados pelos insatisfeitos com o comando do partido.

Em entrevista ao Conexão Tocantins Abelardo frisou que a vice-presidente não está mais no cargo. “Partido não é para ficar fazendo ataque pessoal a ninguém. Ela não é mais vice-presidente”, disse sem explicar o motivo pelo qual Lúcia não seria mais vice. Ele negou que a plenária será realizada. “O partido existe não é para esses fins, existe em 20 cidades e não pertence a uma só pessoa”, disse. São 700 membros no partido atualmente, segundo Abelardo.

Veja a íntegra da carta convocatória:

CONVOCATÓRIA AMPLA DE PLENÁRIA DO PSOL TOCANTINS

CONSIDERANDO QUE:

01 - a eleição dos nomes que compõem a atual Diretoria do PSOL no Tocantins, em setembro de 2011, foi para um mandato PROVISÓRIO;

02 – o atual presidente, desde então, vem  inviabilizando o crescimento do Partido, pois tem se recusado a convocar os filiados para reuniões periódicas e a abrir  um canal de diálogo com os demais membros da Diretoria;

03 – nas eleições de 2012, o presidente não conseguiu agregar os candidatos, os militantes filiados e simpatizantes, ao contrário, desagregou, tumultuou, e impediu o crescimento político-partidário;

04 – após as eleições, de forma unilateral e arbitrária, alterou a composição da Diretoria provisória, destituindo alguns membros, e incluindo outros, sem qualquer comunicação ou participação aos filiados, inclusive com a criação de novos cargos  a seu bel prazer, abusando acintosamente das prerrogativas do cargo; 

05 – houve entrega de nova lista de filiados, com exclusão de nomes de filiados que não solicitaram sua desfiliação ao Partido, conforme informações do TRE/TO, demonstrando uma vez mais, sua forma autoritária, antidemocrática e total despreparo para agregar valores e conduzir o Partido;

06 – diante das últimas declarações na TV e nos jornais, o Presidente já está se posicionando oficialmente como legítimo e único candidato ao governo do Estado em 2014, sem qualquer  discussão prévia com os filiados , com suas opiniões que não representam as ideias dos seus membros, expondo assim, o Partido ao ridículo;

07 – nessas circunstâncias não haverá qualquer possibilidade de crescimento político-partidário do PSOL no Tocantins, uma vez que não tem havido uma discussão e tratamento coletivo de questões de interesse plural e democrático do Partido;

Diante dos fatos expostos e da inércia do atual Presidente do PSOL Tocantins, CONVOCO OS FILIADOS DO PARTIDO PARA:

01 – Plenária ampla e participativa para deliberarmos sobre os seguintes temas:

a)      Conjuntura política nacional, estadual e municipal;

b)      Eleição de nova diretoria;

c)      Eleição de delegados para o Congresso Nacional do Partido; e

d)     Elaboração de um plano de trabalho para o PSOL no Tocantins.

DATA: 17.02.2013(domingo), às 09 horas.

LOCAL: COMUNIDADE KOLPING - PALMAS

PRESENÇAS CONFIRMADAS DOS MEMBROS DO DIRETÓRIO NACIONAL: Eduardo D’Albergaria (PSOL/DF); Francisvaldo Mendes de Sousa (PSOL/São Paulo); Terezinha Monteiro (PSOL/DF).

Saudações Socialistas e Democráticas,

Maria Lúcia Soares Viana

Vice-Presidente do PSOL/TO