Estado

O Sindicato dos trabalhadores em Saúde do Estado do Tocantins (SINTRAS-TO) protocolou um ofício de nº 029/2013, nesta última terça-feira, 19, ao Governo reivindicando o cumprimento da jornada de trabalho de 6 horas nos hospitais do Estado.

A reivindicação ressalta o cumprimento na íntegra do Decreto 4.658, de 24 de outubro de 2012, prorrogado através do Decreto Nº 4.737, de 14 de fevereiro de 2013 referentes à carga horária de trabalho dos servidores públicos estaduais.

De acordo com o próprio Decreto às seis horas diárias abrange toda a categoria do poder executivo salvo os que trabalham em regime de plantão e professores.

Portanto, o Sintras não está reivindicando o cumprimento da carga horária para os servidores que laboram em regime de plantão permanente, mas sim, somente para aqueles que laboram em regime de 8 horas diárias.

Os benefícios que trazem a jornada diária de 6 horas para os servidores dos outros órgãos do Estado, também vão de encontro aos interesses dos servidores que laboram nos 17 hospitais estaduais.

Outro ponto analisado pelo sindicato é que no período que a Sesau esta fechada os servidores não tem nada pra fazer, pois, o sistema fica desligado e os computadores ficam ligados gastando energia elétrica. Além disso, os servidores se deparam com a dificuldade que é por não ter ninguém na Sesau para receber as demandas, ficando inviável a realização do trabalho.

Assim, na defesa dos seus filiados e representados, que a diretoria do Sintras-TO, vem com este ofício, reivindicar o cumprimento do Decreto na integra para que os servidores que laboram 8 horas diárias possam fazer 6 horas diárias corrida no mesmo horário que os outros servidores fazem.

O ofício foi protocolado ao governador José Wilson Siqueira Campos, com cópia para a secretária Vanda Maria Gonçalves Paiva, estendendo o ofício também, ao secretário de Relações Institucionais Eduardo Siqueira Campos. (Assessoria de Imprensa)

Por: Redação

Tags: Governo do Estado, Sintras