Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

As relações do PMDB com o governo Siqueira Campos foram criticadas pela deputada Josi Nunes (PMDB), em seu pronunciamento na sessão desta quinta-feira, dia 21, na Assembleia Legislativa do Tocantins. “Não podemos comprometer o PMDB. Não estão respeitando a história e tudo que o partido construiu no Estado do Tocantins. Eles confundem e negam a identidade do partido”, protestou. Para a deputada, o partido vem mudando constantemente de posição em relação ao governo. “Será que as conversações não estão dando certo ou ficaram a ver navios na reforma administrativa?”, questiona.

Josi  afirmou também  que a situação do partido é delicada e que vai lutar por uma intervenção no diretório estadual. “É impossível a união com tantas posições contraditórias. O governo conseguiu quebrar a oposição na Casa”.  Em seguida,  Josi pediu um posicionamento mais  claro do grupo que apoia o governo. “Quem quer ser governo que diga”, finalizou.

Para o líder do PMDB na Assembleia, deputado José Augusto Pugliesi, a deputada deve reconhecer as decisões do diretório, pois representa a maioria. Ele também chamou atenção para as críticas vindas de lideranças tradicionais do partido. “Eles deixaram de apoiar companheiros do PMDB para apoiar adversários históricos”.

Já deputado peemedebista Vilmar do Detran  alegou que o grupo  do partido que ficou fora do diretório não se posicionou claramente nas eleições de Palmas e deixou de apoiar os candidatos do partido em vários municípios do Estado. “E quantas vezes eles foram à Brasília destruir o PMDB?”, indagou Vilmar.  (Dicom AL)