Meio Ambiente

Foto: Divulgação

O Governo do Tocantins prepara a ampliação do sistema de monitoramento hidrometeorológico do Estado, que deve dobrar sua capacidade, com a instalação de uma Sala de Situação. Os detalhes foram acertados, na última quarta-feira, 20, com a visita do diretor geral de Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades), Aldo Azevedo, à Superintendência de Gestão da Rede Hidrometeorológica da Agência Nacional de Água (ANA), em Brasília.

O investimento é resultado de um Acordo de Cooperação Técnica entre o Governo do Estado e a Agência Nacional, que vai fornecer equipamentos e capacitações aos operadores do sistema, com recursos na ordem de R$ 600mil. Em contrapartida o governo irá disponibilizar a infraestrutura para o funcionamento da sala de situação e manter a mão-de-obra para o desenvolvimento das rotinas técnicas, que realizarão leituras em tempo real.

O secretário do Meio Ambiente, Alan Barbiero falou do objetivo da reunião e da inovação do sistema de monitoramento. “O foco desse encontro foi a definição dos pontos que irão compor a rede hidrometeorológica do Estado. Serão 15 novas estações que vão se somar as 16 já existentes, ampliando a capacidade de acompanhamento das previsões de eventos hidrológicos, como ocorrências de enchentes ou reduções extremas da humidade, com uma leitura em tempo real”, adiantou Alan.

O diretor geral de Recursos Hídricos da Semades, Aldo Azevedo, afirmou que partir da instalação desse sistema, o Governo do Estado terá maior abrangência no monitoramento hidrológico e capacidade de alerta às equipes da Defesa Civil mais próxima do local afetado. “A ampliação desse monitoramento será um importante instrumento de alerta e prevenção da população tanto nos períodos de intensas chuvas como naqueles propensos a focos de queimadas”, avaliou Azevedo.

A ANA vai fornecer um total de 15 estações e destas, 5 unidades serão instaladas com seu próprio corpo técnico, que na ocasião irá capacitar a equipe do Estado. Em seguida, serão disponibilizados os 10 equipamentos restantes, para que o pessoal já capacitado conclua as demais instalações.

Sala de Situação

A sala de situação será o espaço em que serão hospedados os equipamentos de monitoração e armazenamento dos dados de toda a geografia da hidrometeorologia do Tocantins, em tempo real. Para isso foram eleitos pontos críticos em variados leitos de rios do Estado, onde serão instaladas as estações de leitura. (Ascom/Semades)