Estado

Foto: Divulgação

O prefeito de Nova Rosalândia, Enoque Portílio Cardoso (PSB), solicitou por meio de ofício junto aos oito deputados federais e os três senadores do Tocantins que reforcem junto a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a instalação de uma das praças de pedágios nas mediações do Município. Os documentos foram protocolados pessoalmente pelo gestor em meados do mês de fevereiro, em Brasília.

O novo sistema rodoviário da ANTT prevê para o Tocantins cinco praças de pedágio nas cidades de Porto Nacional, Nova Rosalândia, Dueré, Alvorada e Talismã. “Esses ofícios foram assinados também por todos os vereadores e reflete o desejo da comunidade de Nova Rosalândia de instalação da praça de pedágio. Além disso, a solicitação se respalda em nossa fantástica logística enquanto portal de entrada da Maior Ilha Fluvial do Mundo, (Ilha do Bananal) e também da Lagoa da Confusão, nas quais terão grande fluxo de turista, principalmente devido à realização da Copa do Mundo e das Olimpiadas de 2016”, explicou o prefeito que quer garantir a instalação em seu município da praça de pedágio.

No mês de janeiro, a ANTT realizou audiência pública sobre a concessão da exploração, por 25 anos, de um trecho de 751,9 km da BR-153 e pontos de pedágios no Tocantins envolvendo esses municípios, com discussões sobre localização das praças, retornos na rodovia, faixas para ciclistas, iluminação pública, entre outros pontos. As praças de pedágio são consideradas grandes fontes de arrecadação de Imposto Sobre Serviços (ISS), o que possibilita a multiplicação das receitas do município devido ao peso da arrecadação. As tarifas deverão variar de R$ 2,90 a R$ 5,40.

No Tocantins todo o sistema rodoviário em questão envolverá 16 municípios. São eles: Aliança do Tocantins, Alvorada, Cariri do Tocantins, Crixás do Tocantins, Dueré, Fátima, Figueirópolis, Gurupi, Nova Rosalândia, Oliveira de Fátima, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Pugmil, Santa Rita do Tocantins e Talismã.