Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Osvaldo Reis (PMDB) disse, nesta terça-feira, 12, que o Recurso Contra Expedição de Diploma (Rced) pedindo a cassação do governador Siqueira Campos e o vice-governador João Oliveira é ruim para o Estado atrapalhando questões administrativas.

A Procuradoria Geral da República (PGR) divulgou no final da tarde desta segunda-feira, 11, parecer favorável ao pedido de cassação do governador do Tocantins. “Sou contra esse tipo de ato, perseguição, vingança e denúncias eleitorais. Defendo que o governante eleito pelo povo deve cumprir seu mandato até seu último dia de sua administração, a menos que haja uma renúncia, fruto de uma decisão pessoal”, frisou o parlamentar.

O deputado entende que os representantes do povo têm que defender os interesses dos municípios e do Estado e não devem perder tempo com questões que fogem ao que a população espera que são obras, investimentos em infraestrutura, educação e saúde. 

Na opinião de Osvaldo Reis, o Governo não tem mostrado eficiência na sua gestão. “Já estamos no terceiro ano e ainda não vimos ações de relevância para beneficiar a população”, destacou.

Para Reis, o governo do Estado está sendo mal conduzido, “a malha rodoviária está toda comprometida e agora considero tarde para se executar tantas obras, um ano antes das eleições, mas não justifica uma cassação, sou contrário a esta forma de atuar na política”, desabafou.

“Com outra cassação, quem perde é o Estado, o povo do Tocantins”, afirma Osvaldo Reis, que espera que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analise bem esta questão para não prejudicar o Estado. “Se tem que mudar, melhor esperar as eleições que estão próximas”, finalizou o deputado. (Com Informações da Assessoria de Imprensa)