Campo

Foto: Juliano Ribeiro

Reunião técnica sobre cultivo de seringueira reuniu produtores de Lagoa da Confusão e municípios vizinhos, na manhã do último sábado, 16, no Centro de Convenções do município. O evento, que teve como objetivo fortalecer a cadeia produtiva da seringueira é fruto de uma parceria entre o Governo do Tocantins, por meio da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário e a Prefeitura de Lagoa da Confusão.

Durante o encontro, o engenheiro agrônomo da Seagro, Carlos Gomes, apresentou uma palestra sobre “Arranjo produtivo para cultura da seringueira para a agricultura familiar no Estado do Tocantins”. Na ocasião, foram apresentadas aos presentes diversas informações sobre os custos de implantação, preparo do solo, técnicas para o plantio, manejo da cultura e coleta do látex.

Lagoa da Confusão e os municípios da região do Cantão possuem o maior índice pluviométrico do Estado, o que favorece o desenvolvimento da cultura da seringueira, segundo apontou o engenheiro da Seagro. “Esse município já possui uma agricultura moderna, com emprego de alta tecnologia e maquinário e por isso acreditamos que esses produtores poderão ter ótimos resultados com a seringueira”, avaliou Gomes.

O prefeito de Lagoa da Confusão, Lino Neto, presente da reunião, reforçou a importância que a seringueira pode representar para o município, que já é referência em produção de arroz, soja e melancia. “Apesar de ser uma cultura nova, a seringueira pode trazer para o grande, o médio, e para o pequeno agricultor, uma nova fonte de renda, sobretudo porque o mercado é garantindo”, complementou Neto.

Polo de seringueira

Lagoa da Confusão faz parte do Polo de Seringueira da região do Cantão, lançado em junho de 2012, no município de Pium. Esse Polo é composto por 17 municípios, onde o Governo realiza um trabalho de fortalecimento da cadeia produtiva da seringueira. Nos próximos dias 21, 22 e 23 a Seagro promoverá reuniões técnicas sobre seringueira nos municípios de Caseara, Araguacema, Divinópolis, Abreulândia e Cristalândia. No dia 12 de abril será realizado um Dia de Campo sobre a cultura, em Paraíso do Tocantins, com produtores de todo o Polo do Cantão.

Além do Cantão, também foi instalado um Polo de Seringueira no município de Palmeirópolis, para fortalecer a cadeia dessa cultura nos municípios da região sul do Estado. Um terceiro polo de seringueira ainda será instalado em Santa Fé do Araguaia, para fortalecer a atividade na região Norte.

 Disponibilidade de mudas

O crescimento do plantio de seringueira no Tocantins tem impactado o mercado de produção de mudas, que busca aumentar sua capacidade de produção. De acordo com o viveirista Orliz Talarico, que também participou da reunião técnica, seu viveiro, instalado no município de Divinópolis, disponibiliza cerca de 300 mil mudas de seringueiras ao ano.

“Nossa disponibilidade de mudas hoje é bem maior que a demanda e podemos ampliar essa produção, porque temos potencial de produzir muito mais”, afirmou o viveirista. As mudas comercializadas possuem de oito a 18 meses e já se encontram enxertadas e aptas para o plantio  no solo.

Financiamento

Tendo em vista que a maior parte dos agricultores interessados na seringueira, necessitam de financiamento, a reunião técnica também contou com a participação do analista técnico do Banco da Amazônia, Romilton Paixão, que apresentou uma palestra sobre as linhas de crédito e metodologia de projetos de financiamento. Na ocasião, ele apresentou a viabilidade econômica de financiar o cultivo de seringueira no Tocantins, tendo em vista que há disponibilidade de recursos, específicos para essa cultura, no Banco da Amazônia.