Polí­cia

Foto: Divulgação

A Casa Militar do governo Estadual, instalada no Palácio Araguaia conta atualmente com 106 militares á disposição para fazer a guarda das instalações físicas e a segurança do governador Siqueira Campos (PSDB), além do vice, João Oliveira (PSD). Este número representa 35% do número de vagas do número de soldados que serão selecionados através do concurso que a PM fará este ano. O dado é do Portal da Transparência do Estado.

Para o comandante Geral da PM, Coronel Benício, o número de policiais na Casa Militar é compatível com o serviço que executam. “Já trabalhei lá e sei como é. Lá é missão nossa fazer a segurança do Palácio e do governador além das instalações familiares”, explica. Além dos militares, a Casa Militar tem ainda 70 servidores na área administrativa.O Coronel Alfrenésio Martins Feitosa responde pela Casa Militar.

Benício analisou que o número de vagas que o certame vai prever não resolve o impasse sobre o quantitativo de militares que estão nas ruas no Estado todo. “ Trezentos não resolve mas ajuda diante das dificuldades financeiras do Estado”, defende. Segundo ele, 4 mil policiais estão nas ruas em todos os municípios do Tocantins.

Conforme o Portal da Transparência, em fevereiro deste ano a despesa da Casa Militar fiou em torno de R$ 582.124,40 mil menor que o referente ao mesmo mês no ano passado: R$ 651.453,09. De janeiro a dezembro de 2012 o órgão gastou R$ 8.389.990,91 mi. Em 2011 o valor anual de despesas também foi  R$ 8.661.772,10.