Campo

Foto: Divulgação Para Jaime Café, o fato do secretário estar com o equipamento não é ilegal nem imoral Para Jaime Café, o fato do secretário estar com o equipamento não é ilegal nem imoral

A Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária – Seagro localizou um pivô central, equipamento utilizado para irrigação de soja, milho e feijão, numa propriedade do pai do secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Inovação Tecnológica, Paulo Massuia. O pivô não era encontrado desde o início da atual gestão e estava com o secretário há mais de dois anos. O equipamento é avaliado em mais de R$ 100 mil.

“Foi feito um levantamento e o secretário se dispôs a devolver o equipamento já que não tinha mais interesse de usar”, confirmou o secretário Jaime Café ao Conexão Tocantins. Ele conta que na secretaria não há nenhum documento que trata da cessão de uso do equipamento que foi feita ainda na gestão do ex-secretário da pasta, Roberto Sahium.

Para Café, o fato do secretário estar com o equipamento não é ilegal nem imoral. “Ninguém se interessou em usar esse equipamento, o Massuia pegou, estava parado e ele cedeu para o pai dele usar”, explica. Conforme o secretário, o equipamento chegou a ser cedido em regime de comodato para algumas associações que não chegaram a properar.

O equipamento foi devolvido e será exposto na edição da Agrotins deste ano. O pivô foi adquirido há mais de 20 anos pelo governo com o intuito de incentivar a irrigação para algumas associações de produtores mas devido à falta de uso poderá ir à leilão, como admitiu Café.

Outro pivô também foi encontrado recentemente no município de Alvorada. O equipamento estava à disposição da prefeitura para uso de produtores rurais e também não há documento de cessão na Seagro. A atual gestão da cidade pediu que a máquina continue no local.

A secretaria da Administração está apurando desde o início do governo o desaparecimento de outras máquinas como por exemplo um trator que nunca foi localizado. “Este trator está sumido desde que assumimos e não temos nem noticia de onde ele foi parar”, conta. O equipamento também deve estar cedido para alguma associação ou produtor mas sem controle de cessão por parte da Seagro.