Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Durante sessão solene em comemoração ao Dia do Jornalista, realizada nesta quinta-feira, 4 de abril, a deputada Solange Duailibe, (PT), defendeu a exigência do diploma superior para o exercício profissional de jornalismo. A deputada argumentou que a comunicação é atividade tão séria para a sociedade, que requer no mínimo, formação superior adequada e específica, além do compromisso com a verdade.

Transformador social

Solange ressaltou que o jornalista é, acima de tudo, um transformador social, que interfere de forma direta, na edificação de uma sociedade educada e democrática e que a liberdade de imprensa precisa ser exercida com responsabilidade.

“A veracidade e a responsabilidade na divulgação e análise dos fatos são imprescindíveis, pois, o jornalista está na base dos movimentos sociais, na solidificação dos sindicatos de trabalhadores, na defesa dos simples contra a opressão dos fortes”, destacou a parlamentar.

Assessor de Imprensa

Solange Duailibe, que também é graduada em Jornalismo, pela Universidade Federal do Tocantins, (UFT), cobrou da mesa diretora da Assembleia Legislativa, a execução de requerimento aprovado que cria o cargo de Assessor de Imprensa, na estrutura de gabinetes dos deputados.

O expediente , que propôs a alteração da Resolução nº 286, de 17 de fevereiro de 2011, foi aprovado por unanimidade, no ano passado e criou o cargo de Assessor de Imprensa, também na estrutura da mesa diretora e vice-lideranças.

“Esses cargos, que só poderão ser ocupados por profissionais devidamente habilitados como jornalistas graduados, vão valorizar os profissionais da área e qualificar a assessoria de comunicação dos gabinetes e lideranças”, assegura a parlamentar.

Comemoração

A deputada jornalista comemorou ainda a reedição dos cargos de assessores de imprensa nas Secretarias Estaduais, anunciada ontem, pelo governo. “Parabenizo o governador pela medida justa e oportuna”, concluiu Solange. (Assessoria de Imprensa)