Saúde

Representantes das Secretarias Estaduais de Saúde do Tocantins, Pará e Maranhão (TOPAMA) estão reunidos nesta quinta-feira, 11, no auditório do Ministério da Saúde, em Palmas, para definir o fluxo de atendimento dos pacientes provenientes da região interestadual de saúde que engloba os três estados.

“O Topama é uma proposta de integração ente os estados e o Ministério da Saúde para garantir o acesso aos pacientes que se deslocam por questões de proximidade, por exemplo, os pacientes do estado do Pará que buscam atendimento no Hospital Regional de Araguaina”, explica a diretora de Gestão e Acompanhamento Estratégico da Sesau, Maria Luiza Salazar.

O Topama compreende os municípios ao Norte do estado do Tocantins (Região do Bico do Papagaio), Sudeste do Pará e Sudoeste do Maranhão. Ao todo serão contemplados 110 municípios – 65 no Tocantins, 22 no Pará e 23 no Maranhão – com população de 2.394.901 habitantes.

De acordo com Maria Luiza “essa reunião é para oficializar a criação da Região de Saúde Topama, bem como definir o colegiado intergestor interestadual, onde as ações e procedimentos serão pactuados e acordados entres os três estados”.

“Essa integração é importante para a definição do fluxo de pacientes dessa região, garantindo acesso ao serviço e principalmente à qualidade no atendimento” avalia a diretora de Desenvolvimento e Auditoria dos Serviços de Saúde do estado do Pará, Debora Jares.

Recursos

Serão investidos R milhões oriundos do Banco Mundial, para reforma, qualificação profissional e aquisição de equipamentos nas Unidades de Saúde da Região Topama. O recurso será dividido entre os três estados. No Tocantins as obras serão feitas nos Hospitais Regionais de Araguaina e Augustinópolis.

Dos três estados que compõe a região, o Tocantins é o mais procurado principalmente pelos pacientes que necessitam dos Serviços de ortopedia, cardiologia, tratamento de câncer, psiquiatria, terapia renal (hemodiálise) e atendimentos de urgência e emergência.