Polí­tica

Foto: Divulgação

Sem disputa interna, a convenção nacional do PP, ocorrida nesta última quinta-feira, 11, em Brasília, elegeu o senador Ciro Nogueira (PI) presidente nacional do partido para o próximo biênio. Na ocasião, o deputado federal e presidente estadual da sigla, Lázaro Botelho foi conduzido a uma das vice-presidências da legenda e o senador Francisco Dornelles (PP/RJ) a presidência de honra.

Lisonjeado, Lázaro Botelho agradeceu pela escolha do seu nome para ocupar a executiva nacional e afirmou que a nova cúpula assume o desafio de fazer do partido a maior força política do País. “Nós, progressistas, estamos focados nesse desafio. Principalmente, na defesa de interesses da população e em propostas que tragam maior progresso, desenvolvimento e melhoria de vida ao nosso povo e ao Brasil”, disse. O PP hoje conta com uma das maiores bancadas no Congresso, 37 deputados e cinco senadores.

Botelho destacou ainda o crescimento do partido no Estado. “No Tocantins, a cada ano, o PP consolida-se como uma das mais importantes organizações políticas. Acreditamos que as eleições de 2014 serão decisivas para alicerçar nossa posição e que continuaremos a receber o apoio da população tocantinense, que tem recebido muito bem as propostas progressistas”, disse.

Em seu discurso, Ciro Nogueira sinalizou sobre quais  passos o partido deve seguir nesse processo de crescimento. Ele adiantou algumas iniciativas que buscará alcançar durante mandato no PP, entre os quais, a criação de um conselho político, que reunirá os candidatos e líderes com aspiração de serem governadores em seus estados. "Seremos verdadeiramente fortes nos estados. Eleger nossos governadores do PP é um dos maiores desafios em que devemos nos focar", disse.

O evento contou com a presença de integrantes da base aliada como o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (AM), o senador Humberto Costa (PT-PE), e a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais), entre outros. Também prestigiou o evento, o ministro das Cidades, o pepista, Aguinaldo Ribeiro e o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Da parte da oposição, marcaram presença, o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), o senador Aécio Neves (MG), e o presidente do DEM, senador Agripino Maia (RN).

A cerimônia também contou com a presença do prefeito de Palmas, Carlos Amastha que, em discurso, ressaltou o crescimento do partido no Estado, e do secretário de Governo do município, Tiago Andrino. (Assessoria de Imprensa)