Polí­tica

Foto: Divulgação Encontro do partido neste final de semana Encontro do partido neste final de semana

No encontro regional deste final de semana em Palmas o Partido dos Trabalhadores deliberou que será oposição ao governador Siqueira Campos. Com isso na Assembleia Legislativa os deputados José Roberto Forzani e Amália Santana que são próximos da atual gestão devem seguir tal posicionamento.

Em entrevista ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 15, o deputado José Roberto frisou que votou a favor de tal deliberação e que vai seguir o partido no entanto não vai compor o bloco de oposição da Casa de leis. “ Oficialmente não vamos para o bloco de oposição. Não vamos forma bloco”, frisou.

O deputado analisa que vai manter posição crítica com relação ao governo quando necessário e que dialogará com o bloco de oposição. A intenção é de manter o relacionamento com todos os parlamentares inclusive os governistas.

José Roberto vai apresentar nesta terça-feira, 16, um requerimento pedindo a exoneração da secretária de Cultura Kátia Rocha  e o afastamento do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Wagner Praxedes. Ele não descartou também a possibilidade de assinar a CPI que pode ser aberta na Casa de Leis para investigar a relação entre TCE e secretaria de Cultura. “Não vi o pedido ainda, vamos analisar e discutir na executiva do partido”, salientou.

Também do PT, a deputada estadual Solange Duailibe (PT) já é da oposição.

Encontro

No encontro do PT o partido deliberou ainda o desejo de formar alianças para lançar candidatura própria para o governo em 2014. O PP é uma das legendas com a qual o partido está em fase de conversação. Vários nomes são cotados entre eles o do recém- filiado e ex-secretário estadual de Saúde, Nicolau Esteves.