Cursos & Concursos

Foto: Jeeferson Ferrari

O prefeito de Gurupi, Laurez Moreira (PSB), assinou decreto na manhã desta quarta-feira, 17, constituindo uma comissão especial que analisará a viabilidade técnica para realização do concurso público da educação de Gurupi. 

A comissão é composta por três profissionais do quadro de servidores efetivos e que têm prazo de até 60 dias para fazer os estudos de demanda, viabilidade econômica e questões legais para uma futura realização de certame. 

De acordo com o prefeito Laurez Moreira, só após a conclusão desses estudos é que a prefeitura terá condições de saber o quantitativo de vagas a serem  disponibilizadas e o que isso representará de aumento na folha de pagamento dos servidores da prefeitura. 

Sobre o concurso público do município, lançado pela administração anterior e que está suspenso desde janeiro, o prefeito Laurez Moreira informou que os trabalhos de averiguação da situação legal e financeira do certame devem ser concluídos até o início de junho, quando termina o prazo da suspensão. 

De acordo com o prefeito, a suspensão é uma questão de prudência, ressaltando, porém, que nenhum candidato será prejudicado, pois estão  garantidos  os direitos de todos os candidatos inscritos, que poderão ter de volta o dinheiro pago com a inscrição ou ainda, migrar para o novo concurso. 

Já o procurador geral do município, Thiago Benfica explicou que o objetivo da suspensão não é protelar a realização do concurso, mas sim resolver os problemas e as questões jurídicas que o envolvem, para fazer um novo concurso dentro da legalidade e das condições financeiras do município. 

Verbas para Educação

O prefeito Laurez Moreira também assinou um Termo de Compromisso com o Fundo  Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da  Educação, garantindo  recursos no valor de R$ 547.518,64, que serão aplicados na aquisição de mobiliário para várias  escolas, bem como na compra de um ônibus escolar. “Esses recursos já estão empenhados e nós só conseguimos fazer esse convênio por que finalmente a Prefeitura de Gurupi pôde apresentar uma certidão negativa junto ao Ministério da Educação”, finalizou o prefeito.