Educação

Foto: Divulgação José Roque, presidente do Sintet TO José Roque, presidente do Sintet TO

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE e os sindicatos afiliados, entre eles o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins - SINTET convoca todos os trabalhadores da educação e a sociedade em geral, para participarem da 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, que acontece de 22ª 26 de Abril.

Durante a Semana será realizada nos dias 23, 24 e 25 de Abril, a Greve Nacional da Educação. A mobilização acontece em todos os Estados e municípios do país por: 10% do PIB, 100% dos royalties do petróleo para a educação; cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional dos Professores; Planos de Carreira; Jornada; Plano Nacional de Educação; Convenção 151 da OIT (que trata da negociação coletiva no âmbito dos servidores públicos) e Profissionalização dos funcionários de escolas.

No Tocantins, os profissionais da rede estadual ainda lutam por melhores condições de trabalho, inclusão das aulas complementares (projetos interdisciplinares) na carga horária dos professores do turno noturno, agilidade nas concessões de aposentadoria por parte do IGEPREV, imediato envio do projeto de revisão do PCCR (Lei 1533/2004) para ser votado na Assembleia Legislativa, saúde do trabalhador da educação, pelo fim das intervenções políticas nas unidades de ensino, eleição direta para diretores de escolas, imediato retorno das gratificações aos secretários de escolas, aumento do repasse estadual para composição da renda per capita da merenda escolar, melhoria nas estruturas físicas das escolas e o retorno dos remanescentes de Goiás ao IGEPREV.

Nas redes municipais a luta continua pelo cumprimento da Lei do Piso, Planos de Carreiras com o cumprimento da Jornada e, em alguns casos, o pagamento de atrasados do ano de 2012, além de benefícios de carreira que não foram pagos em anos anteriores.

"Esta semana tradicionalmente se destina ao debate das questões educacionais e terá como prioridade o debate sindical da mobilização, mais um ano que estaremos lutando para que o piso salarial nacional seja efetivamente aplicado no nosso país com uma greve nacional nos dias 23, 24 e 25 de abril", explica o presidente da CNTE, Roberto Leão.

“Os trabalhadores em educação vão parar novamente, por 3 dias, para alertar a sociedade e os governos de que Educação tem que ser prioridade; assim, convocamos todos os trabalhadores, professores e funcionários de escolas, bem como os lotados nas sedes da SEDUC, Secretarias Municipais e Diretorias Regionais de Ensino para paralisarem suas atividades em greve nacional”, enfatiza José Roque Santiago, presidente do SINTET.

“Precisamos do respeito dos prefeitos com todos os profissionais da Educação e em Palmas exigimos o cumprimento do acordo do reajuste de 24% para todos os educadores e o cumprimento do Plano de Cargos, Carreira e Salários dos profissionais com o imediato pagamento de todos os benefícios”, lembra Elis Raik Carvalho, secretário geral do SINTET.

No dia 24 de abril será realizado um ato com representação dos estados na Câmara dos Deputados, em Brasília e também atos locais nas sedes de governo estaduais e municipais pelo país.

Em Palmas, dia 23, haverá uma passeata que percorrerá o centro da cidade até a sede das secretarias estadual e municipal de educação, SEDUC e SEMED, respectivamente. Nos outros dias a concentração será na sede central do SINTET em Palmas, na 110 Norte.

Programação SINTET Regional de Palmas

23/04- 10h Concentração em frente ao SINTET a partir das 8h

Carreata com ato em frente a SEDUC e SEMED.

24/04 - 8h Palestra sobre regras de aposentadoria.

10h palestra sobre organização por local de trabalho e a sua relação com a conquista dos direitos.

17h- Panfletagem e coleta de assinatura em favor da escola pública.

25/04 - 8h Assembleia com educadores (as) da rede municipal de Palmas.

16h Assembleia com educadores (as) da Rede Estadual

Programação SINTET Regional de Araguaína

23/04 - Ato Público a partir das 7 h. da manhã (Concentração no Sintet)

24/04 - Seminário às 8h. (Auditório do Sintet).

Temáticas:    Violência nas escolas, Previdência e  Saúde do trabalhador.

14h - Visita aos órgãos o públicos (Entrega da pauta de reivindicação da categoria).

25/04 - Palestra nas escolas com a participação efetiva da comunidade