Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) abriu concurso público. São 61 vagas de analista administrativo, cujo salário é de R$ 6.134,15. Para se inscrever, o candidato deve possuir diploma registrado de graduação em qualquer área reconhecida pelo Ministério da Educação. 

As inscrições poderão ser feitas até o dia 29 de abril, pelo site do Cespe/UnB, onde é cobrada taxa de R$ 85. As vagas estão distribuídas pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. O Distrito Federal concentra o maior número de vagas: 27.  

Gestão de Pessoas é uma das disciplinas cobradas neste edital. Cristiana Duran, autora do livro Gestão de Pessoas para Concursos, publicado pela editora Elsevier, afirma que este concurso está mais fácil para os candidatos formados em administração e psicologia. “O edital mescla assuntos específicos das duas áreas. Para quem não tem tais formações superiores, a vantagem é que, sob o tópico "gestão de pessoas", a banca incluiu outros assuntos que são, para quase todos, novidade, como o Decreto n. 7.203/2010 que versa sobre a Vedação do nepotismo. A tendência, atualmente, é essa: exorbitar os assuntos específicos da gestão de pessoas, e incluir, sob esse título, assuntos relacionados à gestão de projetos, direito administrativo, relações públicas, administração financeira e orçamentária, dentre outros. Isso é uma vantagem para quem não é da área e se adiantou nos estudos”, comentou. 

Cristiana revelou quais são os tópicos de gestão mais cobrados pelo Cespe. “Dentre os assuntos do edital, os mais "queridos" do CESPE são: teorias e escolas da administração; liderança e motivação; gerenciamento de conflitos; recrutamento e seleção; métodos de avaliação de desempenho: características, vantagens e desvantagens; educação corporativa e gestão por competências”, explicou. 

Rodrigo Rennó, autor do livro Administração Geral para Concursos, lançado recentemente pela editora Elsevier, também falou sobre os tópicos que costumam cair com frequência em Administração Geral. “Este concurso veio bem abrangente, mas os tópicos estão alinhados com o que a banca vem cobrando ultimamente. Em Administração Geral, recomendo ao candidato que enfatize os estudos nos seguintes pontos: planejamento, organização, gestão de processos, gestão da qualidade, motivação e liderança”, pontou. 

O especialista também deu dicas de estudo para os concurseiros. “Recomendo dividir os tópicos da matéria de acordo com o edital. O ideal é estudar cada tema e depois resolver vários exercícios do mesmo tema para solidificar o conhecimento. Além disso, separe seu tempo por blocos (de uma hora ou 30 minutos). Se você tem duas por dia para estudar, por exemplo, separe uma hora para uma matéria e a seguinte para outra matéria. Isto facilitará seu aprendizado. No final de semana, faça algumas baterias de testes para "refrescar" a memória do que você já estudou”, disse.