Polí­tica

A reunião do PMDB, que aconteceu na tarde desta segunda-feira, 29, confirmou os nomes de Josi Nunes e Iderval Silva como coordenadores da comissão eleitoral que irão conduzir o processo para eleger o novo presidente do partido que irá comandar a sigla nos próximos dois anos no Tocantins.

A escolha dos nomes dos deputados estaduais mostra que o PMDB ainda continua dividido em dois grupos, com interesses distintos. O encontro reuniu todos os 14 membros que formam a comissão eleitoral, no Diretório Estadual do partido, na capital.

De acordo com a deputada Josi Nunes, o objetivo ébuscar uma alternativa de consenso no grupo. “Nós vamos sentar e definir regras, datas e todos os passos da eleição. Claro que isso tudo não será definido em uma única reunião eu e o deputado Iderval vamos trazer todas as propostas e discussões para o grupo buscando uma alternativa de consenso”, disse.

Para a deputada, a eleição poderá acontecer em julho ou, até mesmo ser antecipada. “Foram escolhidos dois nomes, vamos sentar e definir todos passos da eleição. Vamos discutir e buscar consenso. É isso que vamos procurar fazer”, e finalizou, “o partido é de oposição ao governo e esse sentimento é compartilhado pelo grupo e terá candidatura própria”, afirmou

Iderval Silva, outro coordenador do processo, essa eleição mostra o comprometimento do partido em buscar novos rumos. “Vamos reorganizar a sigla, juntos com todos os membros”, pontuou.

O resultado da reunião de mais de três horas escolheu os dois coordenadores, mas um ponto em comum entre os peemedebistas da comissão é que o partido é oposição ao governo de Siqueira Campos. O atual presidente do partido, o deputado federal Júnior Coimbra esclareceu que o partido nunca foi base de apoio do Estado e que, não existe compromisso político com o governo de Siqueira. “Somos oposição, tenho sido reflexivo com o posicionamento de cada parlamentar, mas o voto na Assembleia continua sendo de oposição. Cada deputado é livre para se manifestar sobre seu posicionamento”, garantiu o deputado que pretende ser candidato para a reeleição ao cargo.

Júnior Coimbra ainda disse que o partido terá candidatura para as eleições de 2014 e que serão motivos de próximas reuniões da sigla.

O ex-governador Marcelo Miranda também é cogitado por seu grupo a concorrer à presidência do partido.

Por: Raimundo Gamma

Tags: Iderval Silva, Josi Nunes, Júnior Coimbra, PMDB