Estado

A pedido do Ministério Público Estadual (MPE), a juíza de Direito da 2ª Vara Criminal de Gurupi, Joana Augusta Elias da Silva, determinou na última sexta-feira, 10, a prisão do ex-prefeito de Aliança do Tocantins, Valter Araújo Rodrigues.

O ex-gestor foi denunciado criminalmente sob a acusação de não fornecer informações à Câmara Municipal acerca de contratos, licitações e outros atos praticados pelo Poder Executivo no ano de 2008. De acordo com informações da Promotoria de Justiça, a prisão foi requerida para assegurar a aplicação da lei penal, vez que o ex-prefeito estava se ocultando para não ser intimado a comparecer na audiência, o que, segundo a juíza, estaria “causando sérios embaraços ao bom andamento do feito, prejudicando sobremaneira a instrução processual, tanto que, por duas vezes, não foi possível a realização da audiência de instrução e julgamento. Permitir este tipo de manobra do acusado significa premiar o ardil e vilipendiar o Poder Judiciário”, disse a magistrada na decisão.

Além dessa ilicitude, Valter Araújo é acusado de outros crimes em mais 13 Ações Penais, configurando também como réu em ações de improbidade administrativa.