Estado

Foto: Divulgação

A Heisei Agrícola, Indústria, Comércio e Pesquisa de Produtos Hortifrutigrangeiros Ltda assentou, na manhã desta quarta-feira, 22, a pedra fundamental da Fazenda Vila Heisei, no assentamento São João, localizado a 30 km de Palmas. O projeto tem a meta de ser inovador no Estado e o governador Siqueira Campos foi o convidado de honra marcando o início da obra que prevê a produção irrigada de mais de 100 variedades de frutas, 40 variedades de hortaliças, além de flores, produção animal para adubo orgânico e viveiro de pinheiros, árvores repelentes e bonsais. Além de produzir, a Fazenda Vila Heisei fará também a industrialização dos produtos.

A Fazenda Vila Heisei, que tem como  idealizadores o consultor Kenji  Kawano e o produtor Yoshinori Ogata, seguirá o modelo japonês de produção, beneficiamento e venda varejista no local que tem 220 hectares de extensão. “Nós trabalharemos com tecnologia que garante produtos com a qualidade japonesa que é reconhecida em todo o mundo, até pela tradição que temos de consumir muitos vegetais e frutas”, assegurou Kenji Kawano. Ele informou também que a industrialização dos produtos seguirá o mesmo padrão e para garantir boa quantidade de oferta de produtos temperados e embalados à vácuo, a Vila Heisei está formando uma integração com os demais produtores do projeto de assentamento São João.

Para o governador, a organização de projetos como esse consolidam o Tocantins como o Estado rico em recursos hídricos. “Temos o potencial de ser um grande produtor de alimento, gerando emprego e garantindo produtos de qualidade para outros Estados. Com iniciativas como esta, o combate à miséria e à fome fica fortalecido”, disse Siqueira Campos confirmando sua certeza no sucesso do empreendimento.

Após a assinatura do termo de uso com a Heisei Agrícola, o governador e outras autoridades que prestigiaram o lançamento da obra, como o superintendente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo, o secretário Jaime Café, da Agricultura, o secretário executivo Ruiter Pádua e o prefeito Otoniel Andrade, de Porto Nacional, assentaram tijolos registrando sua confiança no projeto. Kenji Kawano e Yoshinori Ogata falaram sobre a simbologia de assentar os primeiros tijolos no local. Segundo Kenji, esse ato chama-se Kikoshiki  e significa “pedir licença à Natureza para utilizar seus recursos como o solo, sol e a água.”

Também estiveram no local, onde foi servido um café da manhã pela empresa Heisi, o reitor da Unitins, Joaber Macedo, Alcides Serpa, secretário municipal da Agricultura de Porto Nacional, Joaquim Guedes, subsecretário da Infraestrutura do Estado, Renan de Arimatéia, secretário chefe da Casa Civil, Ricardo Eustáquio, secretário chefe da Controladoria do Estado, o presidente Ricardo Curi, da Coapa e Gláucio Barbosa, presidente da Terrapalmas. O apóstolo Divino Guimarães, da Igreja Internacional da Renovação celebrou ato de benção no local.

Projeto Rio Formoso

Durante o evento da Fazenda Vila Heisei, o governador Siqueira Campos também assinou com a Heisei Agrícola, Indústria, Comércio e Pesquisa de Produtos Hortifrutigrangeiros Ltda,  o Termo de Uso de Bem Imóvel de uma área de terra rural, com 219,43 hectares de extensão, situada na terceira etapa do Projeto Rio Formoso, em Formoso do Araguaia.  Esse termo permite à empresa produzir soja, além de realizar pesquisas , produzir, industrializar e comercializar sementes de atividades como carvão vegetal a partir de florestas plantadas, combustíveis de origem vegetal, reflorestamento, fabricação de óleo essenciais, criação de bovinos, suínos e aves e comércio de sementes e mudas de árvores frutíferas e artigos alimentícios industrializados. (Assegov)