Palmas

Foto: Divulgação

A Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp) executa, desde o inicio do mês, o serviço de substituição das telas de proteção das praias da Capital. A ação visa garantir a segurança dos banhistas, mas, na Praia do Caju, o vandalismo tem prejudicado este trabalho. Das 58 estacas de concreto colocadas e que fazem a sustentação dos 270 metros de telas de proteção, dez já foram danificadas.

De acordo com um comerciante local, os banhistas usam as estacas como trampolim para pularem na água. “Sempre estou chamando atenção de alguns banhistas para  não subirem nas estacas e não apoiarem nas telas”, disse.

 Segundo o diretor de Execução e Logística da Seisp, Fabrício Lima, a Praia do Caju levará mais tempo para conclusão da instalação das telas, pois o serviço terá que ser refeito. “Infelizmente já temos que substituir as estacas de sustentação  por outras, nosso trabalho demandará mais tempo”, lamentou.

 Na Praia do Caju, foram instalados 270 metros de tela com cabos de aço e arame farpado. As estacas de concreto que foram danificadas estão fixadas com profundidade de aproximadamente três metros e meio.

 Instalação

A Praia das Arnos foi a primeira a receber a nova tela, que agora é afixada em estacas na cor amarela para melhor visualização da área delimitada para banho.

 Os trabalhos de instalação das estacas e da  tela de proteção foram executados por 20 homens do Exército Brasileiro.  O Sargento do Exército, do 22º Batalhão de Infantaria, Dominiciano Pereira, lamenta os atos de vandalismo.   “Infelizmente o próprio banhista destrói um equipamento que foi colocado para sua própria segurança”, disse.

 A ação é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Palmas, Marinha, Exército e Corpo de Bombeiros.