Polí­tica

Palmas se prepara para receber os prefeitos e prefeitas do Estado além de representantes de 12 ministérios do governo federal na quarta-feira, 29. A agenda institucional visa atender e orientar os gestores nas mais diversas demandas locais.O encontro já tem presença confirmada pela ministra-chefe da Casa Civil, Ideli Salvatti, do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e do ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho além de outros entes e técnicos do governo federal.

Na quarta-feira, "Palmas será a capital do Brasil por 24 horas", segundo o prefeito de Palmas Carlos Amastha. Em entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta segunda-feira, 27,ele contou que está satisfeito com a realização do evento que sugeriu ao governo federal.O pepista conta que após sugestão do ministro Aguinaldo Ribeiro, que coordenará a caravana de ministros ao Tocantins, ele solicitou que o evento fosse realizado na capital e foi atendido pelo governo federal.

Com organização da prefeitura e do governo federal o evento conta com parceria do Estado e da Associação Tocantinense de Municípios – ATM, entidade que representa os prefeitos  do Tocantins. “A articulação política é um trabalho da prefeitura com parceria institucional do Estado e da ATM”, conta. A parte de infraestrutura, agenda e outros detalhes do encontro foram viabilizados pelo Paço, segundo o prefeito.

“A ideia é trazer Brasília para Palmas que além de ser a cidade em que moramos é a capital de todos os tocantinenses”, diz o prefeito. O evento contará com uma sala exclusiva para cada ministério além de atendimentos individuais com cada gestor presente. “Assumimos toda responsabilidade com parceria direta do governo estadual e da ATM”, reforçou.

Parceiro do evento o presidente da Associação Tocantinense de Municípios e prefeito de Almas, Leonardo Contra afirmou ao Conexão Tocantins que a entidade está articulando os prefeitos para que todos compareçam. “Estou ligando pessoalmente para os prefeitos para fazermos a mobilização em prol dos municípios”, revelou.

Os prefeitos pretendem aproveitar a oportunidade da agenda com o governo federal para reivindicar o principal gargalo das administrações do Estado segundo a ATM: os índices de repasse do Fundo de Participação dos Municípios. Este mês várias prefeituras fecharam as portas em protesto aos repasses do FPM.

Agenda em Palmas                                     

O ministro das Cidades vai aproveitar a oportunidade de conforme apurou o Conexão Tocantins vai assinar vários convênios com a prefeitura da capital dentre eles está a construção de 520 unidades habitacionais.

Por: Maria José Cotirm

Tags: ATM, Carlos Amastha, Leonardo Cintra, Prefeitura de Palmas