Estado

Foto: Divulgação Relatório de vistoria do Corpo de Bombeiros (clique na imagem para ampliar) Relatório de vistoria do Corpo de Bombeiros (clique na imagem para ampliar)

Apesar de ter projeto aprovado, o prédio do É pra Já de Gurupi, não tem autorização para funcionamento. É o que aponta o relatório da vistoria do Corpo de Bombeiros realizada no último dia 20, a pedido do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO). No dia 30 de abril deste ano, o Sisepe enviou ofício ao comandante geral do Corpo de Bombeiros solicitando a realização da vistoria, em virtude do grande número de reclamações por parte dos servidores que trabalham no local.

O ofício nº 213/2013 ressalta que o Sisepe visitou o local e constatou que o ambiente tinha irregularidades. “Os aparelhos de ar condicionado não funcionam, o que tem gerado super aquecimento no local, proporcionando desconforto aos servidores e risco à saúde,” ressaltou o Sisepe no ofício.

A falta de extintores de pó químico seco, confirmada no relatório da vistoria, também já havia sido constatada pelo Sindicato. “Caso haja algum tipo de super aquecimento ou até mesmo incêndio, os servidores estão desprovidos de quaisquer equipamentos de segurança.”

Na vistoria, os bombeiros detectaram a falta de: dois extintores de pó químico seco; xérox da nota fiscal da última recarga dos extintores e de duas placas de saída de emergência. Os bombeiros também ressaltam que uma vistoria havia sido realizada no local, no dia 30 de julho de 2010. Naquela época, as irregularidades foram apontadas, no entanto, o problema persiste até hoje.

Sobre o posicionamento do órgão, a informação que consta no relatório é que o estabelecimento funcionará no local até o dia 20 de junho.

Histórico

Desde novembro do ano passado, o Sisepe vem oficiando a Secretaria de Estado do Planejamento e Modernização da Gestão Pública, a respeito das condições de trabalho no local de funcionamento do É pra jáem Gurupi. “Enviamos vários ofícios, notificamos extrajudicialmente, pedimos a vistoria ao Corpo de Bombeiros e até agora nada. O servidor público está cansado de esperar essa situação que é calamitosa. O Sisepe esteve lá e detectou que os servidores estão levando ventiladores de casa porque o calor é insuportável. Sem falar na falta de bebedouros. É inadmissível”, enfatizou Cleiton Pinheiro, presidente do Sisepe.

De acordo com Pinheiro, na visita do Sisepe ao local, foi constatado ainda que quase 15 órgãos do Governo do Estado funcionam no mesmo prédio. São eles: Detran, Adapec, Prodivino, Jucetins, Igeprev, Sefaz, Saneatins, Sine, Naturatins, entre outros. “A média é de 800 atendimentos por dia. Não é possível deixar o servidor e a população num ambiente com essas condições”. 

Por meio de nota a Secretaria do Planejamento e da Modernização da Gestão Pública informou que até o final do próximo mês de junho fará a mudança dos serviços da unidade de Gurupi do atual endereço para a Avenida Maranhão, no Centro. O motivo da mudança, segundo a Secretaria, é o sistema elétrico do atual prédio, que não comporta a tensão dos aparelhos de ar-condicionado. Confira abaixo a nota na íntegra da Secretaria de Planejamento.

NOTA À IMPRENSA

A Secretaria do Planejamento e da Modernização da Gestão Pública comunica que até o final do mês de junho/2013 fará a mudança dos serviços da unidade do É Pra Já de Gurupi do atual endereço para o seguinte endereço: Avenida Maranhão, entre ruas 6 e 7, número 19 a 17 – Centro.

O motivo da mudança é o sistema elétrico do atual prédio, que não comporta a tensão dos aparelhos de ar-condicionado, o que por diversas vezes já causou a queima dos mesmos.

Até que o novo prédio fique pronto, a Seplan providenciará, ainda para esta semana, a instalação de mais dois climatizadores no local, que com os que dois já existentes amenizarão o problema do calor.

Não há falta de extintores. Eles foram retirados para revisão periódica e recarga de pó químico e recolocados no último dia 23 de maio.

(Matéria atualizada às 18h35)