Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

Começam a tomar posse neste mês de junho os 574 nomeados na terceira lista de aprovados no concurso do quadro geral, publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 13 de maio.

 Os candidatos para cargos de nível fundamental, médio e superior devem ficar atentos, já que o prazo para posse é de 30 dias corridos, prorrogáveis por mais 30. Porém, de acordo com a Secretaria de Estado da Administração (Secad), como dia 1º de junho cai no sábado, o prazo começa a ser contado a partir desta segunda, 3.

 De acordo com informações do secretário de Estado da Administração, Lúcio Mascarenhas, o Governo está nomeando à medida que vencem os contratos temporários. “A previsão é de que todos os aprovados no certame sejam nomeados até o fim do ano. Até dezembro todos os contratos serão substituídos por efetivos”, disse Mascarenhas. O concurso do Quadro Geral tem 6.352 aprovados, sendo 4.513 para provimento de vagas existentes e 1.839 para formação do cadastro de reserva.

 Balanço

O governo já nomeou 2.991 aprovados, cerca de 65% do total. Na primeira nomeação, em fevereiro, foram chamadas para posse 1.850 pessoas. Já na segunda etapa de convocação, realizada em março, outros 567 candidatos foram chamados a assumir o cargo para o qual foram aprovados. Nesta última fase, 574 nomes foram divulgados no Diário Oficial do Estado.

 Para Diego Félix Santos, 24 anos, natural de Goiânia, aprovado para o cargo de Inspetor de Recursos Naturais, no município de Gurupi ter sido chamado pelo governo foi uma grande conquista. “Ser servidor público do Estado do Tocantins será uma honra e engrandecedor, pois sei que terei uma grande experiência profissional a partir de agora. E o fato de ter conquistado uma vaga no funcionalismo público é uma grande vitória por si só”, define.

 Posse simplificada

 Visando agilidade e desburocratização do ato de posse, a Secad disponibilizou aos nomeados a ferramenta virtual E-Posse, um programa por meio do qual o nomeado pode agendar a posse, evitando filas e possíveis tumultos. O procedimento não é obrigatório, mas facilita o processo. O nomeado que estiver com a documentação exigida em mãos e procurar a Secad, será empossado mesmo sem o contato prévio com a Secretaria.

 De acordo com a secretaria, os nomeados devem fazer o agendamento prévio por meio do site www.secad.to.gov.br. O primeiro passo é a apresentação dos exames médicos na Junta Oficial do Estado. Em seguida, o candidato deve ir ao Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev) para solicitar o comprovante de informações previdenciárias; e por último assinar o termo de posse na própria Secad.

 Conforme o diretor de Planejamento e Gestão Profissional da Secad, Daniel de Arimateia, o atendimento às posses tem sido ágil, sem imprevistos até o momento. “Os candidatos não têm enfrentado filas nem tumultos porque têm aderido às ferramentas de auxílio que disponibilizamos. Também temos uma equipe de triagem que está aqui para sanar todas as dúvidas em relação à documentação exigida pelo edital” explica o diretor.

 O nomeado tem 30 dias, contados do ato de nomeação, para tomar posse. O prazo pode ser prorrogado, a pedido do nomeado, por mais 30 dias. Quem precisar de um tempo ainda maior, deve fazer o pedido de prorrogação através de formulário disponível no site da Secretaria. Também é importante lembrar que após a posse o novo servidor tem 15 dias para começar a trabalhar e esta mesma data será contada para fins de pagamento do primeiro salário.(ATN)