Estado

Em função da falha do sistema da folha de pagamento do Governo do Estado do Tocantins, o Sindicato dos Profissionais em Educação Física no Tocantins - SINPEF-TO, repudiou a posição da Secretaria Estadual da Administração (SECAD), que, por meio do secretário Lúcio Mascarenhas, orientou servidores que se sintam atingidos a procurar o setor de Recursos Humanos da pasta onde trabalhe para sanar o problema.

Segundo o Sinpef, o dever de sanar a “grave situação, com consequência de prejuízo, é do Estado, ele é o causador do dano, não cabe aos servidores esse papel, nem mesmo responsabilizar estes a procurarem seus RHs para correção do erro, e sim o Estado, por meio de seus departamentos de Recursos Humanos, identificarem o problema de cada servidor e saná-los, da forma mais rápida e ágil possível, de forma a minimizar o prejuízo que já foi causado. Como ficarão os servidores que não observarem o erro?”, indaga o sindicato.

Segundo o Sinpef, em determinados casos a diferença é tão pequena que não se percebe, mas o prejuízo está causado.

Quanto à fala do secretário de que os sindicatos foram avisados da mudança para orientarem os servidores, o sindicato informa que não é verdade, “não existe nenhum oficio, comunicado ou qualquer outro tipo de registro com a orientação, protocolada neste sindicato”, informa o Sinpef.

Por: Redação

Tags: