Polí­tica

Foto: Divulgação

A deputada federal Nilmar Ruiz (PEN) avalia como positiva a rejeição da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37, em votação no plenário da Câmara dos Deputados na noite desta última terça-feira, 25. Segundo avalia Nilmar, a decisão da Câmara foi uma resposta positiva aos apelos da sociedade. “Vínhamos sentindo a pressão popular que não queria que limitasse o poder de investigação apenas às polícias federal e civil e tudo ficou evidente nas manifestações que vêm ocorrendo em todo o Brasil. É muito importante manter o poder de investigação do Ministério Público porque quanto mais instituições estiverem investigando um crime, maiores são as chances de se fazer justiça”, pondera Nilmar.

De acordo com o texto da PEC 37, o Ministério Público poderia ser impedido de realizar investigações criminais por conta própria e deveria atuar apenas como titular da ação penal na Justiça.

Desde o início da discussão sobre a votação da PEC 37, Nilmar saiu em defesa da rejeição no plenário da Câmara. Como líder do PEN na Câmara, a deputada se posicionava contrária a aprovação da proposta. Ela se reuniu diversas vezes com representantes do Ministério Público Estadual e Federal do Tocantins para discutir formas de apoio aos órgãos. “A sociedade exige que quem cometeu algum crime seja punido e ampliando o número de pessoas investigando uma atitude ilegal, maiores são as chances de solucionar o crime com eficiência e diminuir com a impunidade”, considera Nilmar.