Saúde

Foto: Lia Mara/ATN

O secretário-Chefe da Controladoria Geral do Estado, Ricardo Eustáquio de Sousa, determinou a instauração de uma auditoria especial acerca da metodologia de aquisição, recebimento, registro, estocagem, distribuição, consumo e demais procedimentos relativos a medicamentos e materiais de uso hospitalar destinados aos hospitais geridos pela Secretaria de Estado da Saúde.

 A Comissão de auditoria especial é presidida pela servidora Cristiane Dalestra. A execução dos trabalhos pela Comissão começou no dia 1º de julho  e vai até dia 30 de agosto deste ano.

 A Secretaria de Estado da Saúde e a empresa que fornece o software de gestão dos almoxarifados deverão possibilitar o livre acesso a sistemas informatizados e documentos, assim como contribuir para consecução dos trabalhos da Comissão.

O descarte e distribuição de medicamentos foram alvo de várias denúncias contra a Sesau e inclusive na Assembleia Legislativa. Na semana passada o deputado Eli Borges (PMDB) denunciou apontou uma suposta política equivocada sobre a aquisição e o devido acompanhamento na distribuição desses medicamentos, gerando prejuízos de milhões aos cofres públicos do Estado. O parlamentar chegou a pedir a convocação do Diretor do Almoxarifado Central da Secretária da Saúde, Eduardo Moreira Barbosa para prestar esclarecimento sobre a denúncia.