Polí­cia

A Polícia Civil, por intermédio da Central de Flagrantes de Gurupi autuou na noite deste  último sábado, 6: David Henrique Bispo Carvalho, vulgo “dinossauro”, 22 anos de idade, José Wilson Bispo Ramos, 35 anos e Bruna Lorrayne Alves Ferreira, 19 anos de idade. O trio é acusado de assaltar uma casa lotérica no centro da cidade de Aliança do Tocantins.

De acordo com informações da Polícia Civil, por volta das 10h30min da manhã do sábado, dois homens armados com revólver invadiram uma lotérica em Aliança e anunciaram o assalto. Estima-se que os acusados tenham roubado a quantia aproximada de R$ 7.000,00 da lotérica, além de valores não contabilizados de clientes que estavam no local.

Após cometer o crime, os assaltantes empreenderam fuga em uma motocicleta Honda CG 150, de cor prata. Um policial civil que passava pelo local e presenciou a ação criminosa, iniciou o acompanhamento aos criminosos no intuito de descobrir para onde os mesmos estavam se deslocamento. Nesse momento um dos populares, que também foi vítima da dupla investiu contra os mesmos utilizando sua motocicleta.

Esse ato provocou a ira de um dos assaltantes que sacou uma arma e efetuou três disparos em direção ao cliente da lotérica e ao policial civil, contudo nenhum dos tiros atingiu os homens. Os acusados conseguiram fugir tomando rumo a BR-153. Nesse momento, policiais militares iniciaram a perseguição aos assaltantes. Ao notar a presença da PM, os assaltantes abandonaram a motocicleta em que estavam às margens da BR e se embrenharam em um matagal.

As buscas continuaram por toda a tarde e, por volta das 19h, um policial militar se deparou com um veículo modelo corsa de cor vermelha adentrando no mesmo local em que os assaltantes haviam abandonado a motocicleta usada no assalto à lotérica. Por se tratar de um local de difícil acesso em que não é comum a entrada ou retorno de veículos, o policial desconfiou da atitude dos ocupantes do corsa e resolveu seguir o veículo, ao mesmo tempo que alertou a polícia de Gurupi para que fosse montada uma barreira a fim de interceptar o carro.

Quando o automóvel entrou em Gurupi, teve inicio uma intensa perseguição policial que resultou na abordagem do veículo e na prisão de David, Bruna e José. Um quarto integrante da quadrilha conseguiu saltar do veículo quando o mesmo parou e fugiu tomando o rumo ignorado, possivelmente carregando consigo as armas usadas no crime e o restante do dinheiro roubado.

Ao procederem uma minuciosa busca pessoal, os policiais encontraram de posse de José Bispo Ramos a quantia de R$ 400,00 sendo que David Henrique, o dinossauro foi flagrado tentando dispensar R$ 1500,00 para baixo do veículo. Em depoimento, Bruna Lorrayne revelou aos policiais que o acusado que conseguiu fugir trata-se de Wesley Moura Borges, vulgo “Neguinho”, o qual se sabe é foragido do Presídio Agrícola de Cariri.  

David, José e Bruna foram conduzidos à Central de Flagrantes de Gurupi, juntamente com o automóvel e a motocicleta aprendidos, onde foram autuados e indiciados pelos crimes de roubo qualificado e tentativa de homicídio. Os acusados David e José foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Gurupi onde permanecerão à disposição do poder Judiciário. Bruna permanece em uma cela provisória na Central de Flagrantes a espera de decisão judicial quanto ao local para onde será levada, haja vista que a Cadeia Feminina de Figueirópolis se encontra interditada pela Justiça.

Mais tarde a acusada Bruna revelou em depoimento que recebera uma ligação de David para que ela solicitasse ao tio do acusado que viesse ajudá-lo, pois se achava lesionado. A Polícia também descobriu que a moto usada no crime estava com a placa modificada com o uso de fita adesiva de cor preta camuflando os números originais impressos na mesma.  A placa original era; MWV 9361 e não MWV 9380 como podia ser visto de longe. (Ascom SSP)