Estado

Foto: Marcio Vieira/ATN

O alerta é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). As condições climáticas no Tocantins são favoráveis à ocorrência de baixa umidade relativa do ar - menos de 30% - nos próximos dias. Em Palmas, nesta quarta-feira, 10, a previsão é de que o índice possa chegar aos 25%.

De acordo com informações do Núcleo Estadual de Meteorologia e Recursos Hídricos da Fundação Universidade do Tocantins (NEMETRH-Unitins), a umidade relativa do ar registrou, na última semana, valores entre 16 a 19% nos municípios de Formoso do Araguaia, Gurupi, Peixe e Paranã. Para os próximos dias, a previsão é de que a umidade mínima do ar nestas cidades registre mínima de 27% em Paranã (na segunda-feira, 15).

Orientações

Com a chegada do período seco, a baixa umidade do ar aliada à exposição ao sol forte e ao calor das horas mais quentes do dia exige cuidados extras com a saúde. Os principais problemas típicos desta época do ano são doenças como bronquite, asma e rinite alérgica. Para quem vai aproveitas as praias do estado, atenção especial a crianças e idosos.

De acordo com a coordenadora de monitoramento da Defesa Civil, capitã Andreya Cruz, devem ficar em estado de observação as pessoas que estiveram em locais ou regiões que apresentarem umidade relativa do ar abaixo dos 30%. “Entre 30% e 20% o estado já passa a ser de atenção, com recomendação para evitar a exposição ao sol e exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15h. Outra dica é beber bastante água e umidificar o ambiente com toalha molhada”, alerta.

Caso a umidade oscile entre 20% e 12% o estado é de alerta, o que requer ainda mais cuidados. Nestes casos, além de evitar exercícios físicos ao ar livre entre 10 e 16h, a orientação é não permanecer em locais de aglomeração e usar soro fisiológico nos olhos e narinas.

Todavia, o mais sério se registra no caso de emergência, quando a umidade fica abaixo dos 12%. Nesse nível de umidade deve se suspender as atividades físicas das 10 às 16h, a exemplo de aulas de educação física e corridas; além de trabalhos como coleta de lixo e entrega de correspondências. (ATN)

Por: Redação

Tags: Andreya Cruz, Defesa Civil, Inmet, Unitins