Palmas

“O fato de aderir a uma ata de registro de preços, não significa que vamos fazer a adesão tudo que está nela, mas apenas o que precisamos, ou seja, o parcial, como no caso dos veículos”, explicou o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, durante coletiva à imprensa nesta quinta-feira, 11. Na ocasião o gestor municipal esclareceu que até o momento foram gastos cerca de R$ 400 mil reais com o aluguel da frota.

 

O chefe do Poder Executivo falou que os únicos veículos próprios serão os de convênios e o restante da frota será terceirizada. “Está sendo anunciado na imprensa que estamos gastando milhões, isso não procede. Incluindo já esse mês de julho, gastamos pouco mais de R$ 400 mil reais”, informou.

 

Ainda na ocasião, o prefeito destacou a economia que está sendo feita. “É fato que não vamos pagar preço acima do mercado. Hoje estamos pagando caminhões no valor de R$ 7.800,00, hoje eles custariam em torno de R$ 15 mil. É preciso ver o valor individual de cada um e no final a economia”, afirmou.

 

Outra medida anunciada por Amastha é a identificação enumerada e com a logomarca de todos os veículos da Prefeitura e também a instalação de radar para localização dos mesmos. “Quero saber onde todos estão”, ressaltou.

Leilão

 

O prefeito também anunciou que serão leiloados todos os bens não servíveis do Município e que está sendo feito o levantamento de todo patrimônio municipal. O prefeito destacou as condições precárias que alguns veículos e móveis foram encontrados.

 

“Vamos equalizar o que temos e depois iremos leiloar aquilo que não está sendo mais utilizado. Temos carros sucateados, mas, também aqueles em estão funcionando. Além dos veículos vamos leiloar móveis”, informou. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Carlos Amastha, Prefeitura de Palmas