Campo

Foto: Divulgação

Os índices de crescimento da safra 2012/2013 colocam o Tocantins como o maior produtor de grãos e oleaginosas e o estado que possui a maior quantidade de áreas cultivadas na região Norte do País. O levantamento foi realizado pela Conab – Companhia Nacional de Abastecimento, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e órgãos parceiros. Segundo os dados, o Tocantins deve produzir nesta safra 2.648,7 mil toneladas de grãos, seguido do Pará com 1.369,0 mil ton e de Rondônia com 1.163,2 mil ton.

O crescimento da produção de grãos deve ser de 11,7%, pulando de 2.370,8 mil toneladas na safra 2011/2012, para 2.648,7 mil toneladas na safra 12/2013. No quesito áreas cultivadas, o crescimento deve ser de 11,3%, saindo de 741,7 mil na safra 2011/2012, para 825,6 mil hectares nesta safra.

Segundo o engenheiro agrônomo da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária (Seagro), Genebaldo de Queiroz, o crescimento do Tocantins se deu principalmente pelo aumento na área destinada ao cultivo de soja, que cresceu 22%.  A oleaginosa também cresceu dentro da média nacional que foi de 11%.

Juntos, soja, milho e arroz, respondem por 96,2% de toda a produção de grãos do Tocantins. De acordo com o engenheiro agrônomo da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagro), Genebaldo Barbosa Queiroz, uns dos pontos para o crescimento da produção está ligado à integração lavoura-pecuária. “O Tocantins já desponta neste tipo de técnica, onde as áreas degradadas por pastagens são reutilizadas para o cultivo. Com essa rotação os produtores podem utilizar a terra tanto para a produção animal como a vegetal, realizando um revezamento de acordo com a época do ano”, explica.

Arroz

Mas o grande destaque em termos de produção nesta safra deve ficar por conta do arroz. O crescimento será de 27,9%, saindo de 442 mil para 565 mil toneladas. O que mostra que os agricultores estão investindo em mais tecnologia para o cultivo do grão, uma vez que área para o cultivo se manteve estável em 119 mil hectares. O ganho na produtividade superou a casa de 28,7%. A estimativa no país é que sejam produzidas 11.858,3 mil toneladas de arroz. (Ascom Seagro)