Estado

O Conselho gestor do governo estadual informou que estuda, junto com o Governador, novas medidas de contenção que possam ser aplicadas, entre elas a aceleração na extinção de mais contratos temporários.

O Comitê confirma que ainda não alcançou a meta de redução de 15% nos cargos comissionados e contratos temporários. Outra informação do Comitê Gestor é que está trabalhando em formulas que posam vir a aumentar a receita do Estado. “O Comitê Gestor informa que tão logo tenha definido as demais medidas de contenção de gastos de pessoal, elas serão amplamente divulgadas à sociedade tocantinense”, informou.

Confira a íntegra da nota:

 O Comitê Gestor informa que, nessa primeira rodada de análises, o governo do Estado alcançou o percentual de 8% da meta de 15% de cortes na folha de pagamento da atual administração.

Para alcançar esses 8%, estão sendo contabilizadas as extinções de 1.827 contratos temporários, publicadas no Diário Oficial do Estado nos dias 27/06, 28/06, 02/07, 03/07, 11/07, 12/07, 18/07 e 19/07. Além disso, o Comitê está levando em conta a futura redução nos salários dos membros do primeiro e segundo escalão da gestão estadual, bem como do próprio Governador e Vice-Governador. Outra medida que entra na conta é a redução dos valores dos cargos comissionados, que começará a ser publicada ainda esta semana no Diário Oficial Estado.

Como o governo ainda não alcançou a meta de 15%, o Comitê Gestor estuda, junto com o Governador, novas medidas que possam ser aplicadas, entre elas a aceleração na extinção de mais contratos temporários.

Ao mesmo tempo em que não mede esforços para a aplicação das medidas de ajustes necessárias, o Comitê Gestor informa está trabalhando em formulas que posam vir a aumentar a receita do Estado.

Por fim, o Comitê Gestor informa que tão logo tenha definido as demais medidas de contenção de gastos de pessoal, elas serão amplamente divulgadas à sociedade tocantinense.

Por: Redação

Tags: Comitê Gestor, Siqueira Campos