Polí­cia

Em mais uma revista geral realizada na tarde desta terça-feira, 23, agentes penitenciários e o Grupo de Operações Táticas Especiais – Gote, também da Polícia Civil, mais 70 agentes da Umanizzare e 3 Policiais Militares, dando sequência às investigações sobre a entrada de objetos ilícitos na Casa de Prisão Provisória de Palmas, apreenderam 61 facas artesanais, 42 tabletes de maconha, 13 celulares, 04 baterias, 11 chips, 01 cartão de memória, 10 carregadores de celulares, 01 seringa e 04 agulhas.

O objetivo da revista é coibir possíveis motins, rebeliões e fugas. Todas as celas foram revistadas e os materiais apreendidos serão encaminhados ao 2º DP para as medidas cabíveis. A ação é uma prática constante na Unidade e garante aos detentos, servidores e visitantes um ambiente mais seguro.

O chefe da Casa de Prisão Provisória de Palmas, Rubens Juliate, explicou que grande parte dos objetos foram jogados por cima da muralha da casa de prisão que faz divisa com um matagal, "estamos atentos”, destacou.